A chegada da Major Jeiza

0
Paolla Oliveira comenta papel na trama

Jeiza (Paolla Oliveira) é uma mulher que sabe o que quer. Ela ama o trabalho no Batalhão de Acção com Cães e sonha em ser lutadora de MMA. E é em uma operação da Polícia Militar na estrada que a personagem é apresentada na trama de Glória Perez, no capítulo desta sexta-feira (25), da edição especial de ‘A Força do Querer’. 

 O seu primeiro contacto com Zeca (Marco Pigossi) é em uma blitz. Os polícias estão em busca de um camião com drogas e o camionista é parado para averiguações. Nervoso para voltar logo para Parazinho por conta do sumiço de Ritinha (Isis Valverde), ele confronta a Major Jeiza, que ordena que ele desça do veículo. 

 Zeca é liberado, mas não consegue retornar para sua cidade. Ele volta para casa de sua tia, que é vizinha e amiga de Cândida (Gisele Fróes), mãe de Jeiza. E é lá que ele reencontra a Major, mas agora sem a farda. Os dois se reconhecem e Nazaré (Luci Pereira) acha graça da coincidência. Jeiza aproveita para convidar a vizinha e o sobrinho dela para uma de suas lutas. 

 ‘A Força do Querer’ é uma novela de Gloria Perez, com direcção artística de Rogério Gomes, direcção geral de Pedro Vasconcelos e direcção de Davi Lacerda, Luciana Oliveira, Claudio Boeckel, Roberta Richard e Fábio Strazzer.

  ENTREVISTA COM PAOLLA OLIVEIRA  

O que você achou de ‘A Força do Querer’ ter sido escolhida para ser exibida em edição especial neste momento? Adorei. É uma novela com várias questões actuais, e que ainda provavelmente vão render alguns debates e reflexões. Fora que a Jeiza é uma personagem muito especial e importante para mim.

A novela foi muito bem-sucedida. A que você atribui esse sucesso? Isso é difícil de explicar, mas acredito que seja um conjunto. Uma boa trama, que desperta interesse e debate, com personagens instigantes e empáticos. E Gloria Perez é especialista nisso.

Qual cena te marcou e você gostaria de rever? Muitas. A ajuda para fazer o parto da Ritinha (Isis Valverde); a morte do amigo policial num assalto, as vitórias no ringue de MMA, os embates com a Bibi Perigosa (Juliana Paes).

Você gosta de assistir trabalhos antigos? É muito auto-crítica? Sou bem auto-critica. Mas vai ser um prazer assistir. Claro que vou acompanhar.

Como você descreveria a Jeiza? Acha que ela passou uma mensagem importante de empoderamento feminino para o público?Mensagem de empoderamento feminino sim, além do exemplo de caráter, boa profissional, filha cuidadosa. Tenho muito orgulho de ter feito essa personagem, e de ainda ser lembrada pela major Jeiza com tanto carinho por todas as pessoas.
 
A carreira como atleta da Jeiza foi muito importante na trama. Acha que a relação dela com o MMA ajudou a difundir o desporto entre as mulheres? 
Essas atletas já merecem nosso respeito faz muito tempo. Mas, sem dúvida, estar em uma vitrine como uma novela das nove deve ter contribuído para que o esporte fosse mais conhecido. E eu aprendi a gostar e admirar mais ainda. Aliás, o cinturão feminino é de uma brasileira, a Amanda Nunes, que merece nosso respeito.
 Foto: Reprodução / TV Globo
Jeiza (Paolla Oliveira) e Zeca (Marco Pigossi)