Actor Jaime Joaquim: “O Governo deveria olhar para o cinema com outros olhos”

comentar
2
COMPARTILHE
A A A

O actor angolano Jaime Joaquim, que participou no filme “Njinga, Rainha de Angola”, explicou o motivo do seu sumiço nos trabalhos cinematográficos angolanos. “Para mim, é a falta de aposta por parte dos empresários no mercado do cinema angolano que origina esse sumiço.” Disse o actor.

“Parece que muitos desconhecem a essência e a importância das artes, propriamente da arte de representar e o dinheiro que o cinema arrecada. O Governo deveria olhar para o cinema com outros olhos, pois uma fotografia cinematográfica chega a vender mais que a explicação de um político.” Declarou o actor ao PLATINALINE.

No decorrer da entrevista, Jaime Joaquim acrescentou: “Sem muitos notarem, estamos a ser colonizados por meio de conteúdos estrangeiros, porque assistimos realidades alheias, nossos filhos aprendem histórias de outras pessoas, coisa que é bastante grave. Mas o cinema pode ajudar a alavancar a economia, fornecer posto de emprego para muitos jovens, para haver mais trabalhos de ficção.”

Para além de “Njinga, Rainha de Angola”, filme que aborda uma viagem pela história de Angola e leva os espectadores a conhecer a trajectória da Rainha Njinga, uma das mulheres que marcou a história de Angola, Jaime Joaquim participou também na novela Jikulumessu.

Por: Luana Ribeiro (Estagiária)