Angola apoia cidadãos retidos no exterior

Angola apoia cidadãos retidos no exterior

COMPARTILHE
A A A

O ministro de Estado e Chefe da Casa de Segurança do Presidente da República, Pedro Sebastião, assegurou, nesta quinta-feira, que os cidadãos angolanos retidos no exterior do país, devido o Estado de Emergência em Angola, estão todos sob controlo.

Ao intervir no Parlamento, a propósito da solicitação do Chefe de Estado para o alargamento do Estado de Emergência, Pedro Sebastião disse que os mesmos estão controlados pelas várias embaixadas de Angola.

Nessa condição, conforme a fonte, estão os cidadãos angolanos retidos na Turquia, que solicitaram a intervenção das autoridades do país.

“Estão sob controlo da embaixada, que os alojou e está a tratar deles”, afirmou o ministro de Estado, referindo-se aos compatriotas na Turquia.

Adiantou que o Governo tudo faz para minimizar as dificuldades de todos os angolanos que estão espalhados pelo mundo, impossibilitados de regressar por causa das restrições impostas.

Angola observa o regime de Estado de Emergência desde 27 de Março último, para prevenir a proliferação de casos de covid-19 no país.

Com essa medida de excepção, ficam suspensos vários direitos, como a livre circulação de pessoas.

Desde 27 de Março, Angola tem encerrado o seu espaço aéreo e adoptou uma cerca sanitária que impedem a entrada e saída de voos, navios, transportes inter-provinciais e outros meios de transporte, salvo os humanitários.

“Devemos dar tratamento igual para estes cidadãos que foram apanhados de surpresa lá onde estavam no momento da declaração do Estado de Emergência”, concluiu.

O Parlamento votou a favor do alargamento do Estado de Emergência, por unanimidade, para mais 15 dias, a partir de 11 de Abril.

comentários facebook