Angola Cables prepara-se para o fornecimento de serviços em cloud computing

Angola Cables prepara-se para o fornecimento de serviços em cloud computing

COMPARTILHE
A A A

A multinacional angolana de telecomunicações, Angola Cables, celebrou recentemente um acordo de parceira com a empresa brasileira Ustore para o fornecimento de serviços em cloud (nuvem), uma iniciativa que visa capacitar a parte angolana a entregar soluções em cloud para os seus parceiros nos continentes africano e sul-americano.

Os projectos de cloud computing incluem armazenamento, processamento e distribuição de dados através de plataformas de colaboração e virtualização, entre outras soluções em nuvem. No Brasil, estas soluções são customizadas pela Ustore.

“Na busca por novidades no mercado de cloud services, identificamos na Ustore um conjunto de soluções com grande potencial de crescimento e customização, condições ideias para a nossa entrada neste negócio”, disse António Nunes, CEO da Angola Cables.

Segundo António Nunes, com o acordo, pretende-se posicionar a multinacional não só como um operador relevante no domínio da conectividade internacional, mas também em serviços de valor agregado, adicionando a capacidade de prestar serviços de computação em nuvem.

Para Nelson Campelo, presidente da Ustore, a união de forças com a Angola Cables abre novas oportunidades para a expansão dos negócios da Ustore. “Vamos juntos atender necessidades de clientes em mercados em África e em outros pontos do mundo onde a multinacional angolana de telecomunicações faz-se presente, honrando o nosso compromisso de levar o portefólio da Ustore para além da fronteira do nosso país” afirma o executivo.

Fundada em 2009 e com sede em Luanda, a Angola Cables está presente no Brasil por meio de uma subsidiária, instalada em São Paulo. A empresa comercializa circuitos internacionais de voz e dados e está construir o primeiro cabo submarino que vai ligar o continente africano ao Brasil, o SACS, que interligar-se-á, mais tarde, ao Monet, sistema de cabos que interligará África ao Estados Unidos da América, passando pelo Brasil.

A Angola Cables é responsável pela gestão e desenvolvimento do West Africa Cable System (WACS), sistema de cabos submarinos que tem o objectivo de aumentar a interligação entre Angola e países de outras regiões do mundo.

A Angola Cables também opera um data center em Angola, o Angonap, que ganhará um braço no Brasil com a construção do data center na cidade de Fortaleza. A nova unidade já nascerá preparada para oferecer serviços de cloud computing.

Angola Cables está a criar uma rede de telecomunicações globais que conectará milhoes de pessoas, empresas e organizações na contrução de um futuro mais prospero para todos.

comentários facebook