Até onde vai o sucesso do Filho do Zua ?

Até onde vai o sucesso do Filho do Zua ?

COMPARTILHE
A A A

Por António Hungulo

Não é a primeira vez que escrevo sobre a nossa música angolana e os seus artistas, penso que também não será a última vez, porque há sempre matérias e os meus dedos são teimosos por natureza.

Do nada fomos invadidos tanto nas rádios como na tv pela voz de um jovem, que preferiu falar sobre a “saia dela “, um hit que sem travão atropelou várias “cassetes ” de artistas conceituados na plataforma kison da Unitel, tornando-se na música mais ouvida actualmente.
Chamam-lhe “Filho do Zua”, jovem humilde, amante de guitarra, dono de uma voz que toca no fundo da alma.
Há neste momento uma discussão acesa nas redes sociais em comparar a música “saia dela” e “casamento” de Puto Português. Os internautas buscam todos os argumentos para saberem qual é a melhor, mas na verdade esse não é o melhor caminho, cada música é uma música.
Hoje “Filho do Zua ” é cabeça de cartaz em tudo quanto é espectáculo, é o rapaz do momento, todos falam dele e a imprensa cor de rosa não poupa esforço para terem o jovem nos seus programas.
A ascensão ao estrelato de forma abrupta me faz lembrar alguns músicos que tão logo surgiram também “evaporaram” sem deixar rasto como por exemplo Os the tróia, Esio do Dadão, Mauro Alemão, só para citar alguns que hoje só restou saudades.
Soube que o “Filho do Zua ” já faz parte de uma agência, que está a cuidar do artista, para questões de contratos, imagem e outros aspectos que que tem haver com a sua carreira.
Tudo isso é bom, aliás não podemos caminhar sozinhos, mas as vezes são os agentes que levem os artistas ao precipício devido a ganância, chantagem e outros males que já sabemos.
Era bom que a agência deste jovem não se limita-se somente nos espectáculos que deve fazer, de forma particular o dinheiro que ele pode render, é fundamental olhar para este artista como uma promessa da música angolana, deve ter os pés assente no chão, explorar mais as suas qualidades e não deixar que a fama, dinheiro, mulheres, carro, e excesso de vaidade lhe subam à cabeça.

A sua mais recente música “Ndonki” é uma daquelas “cassetes ” que apetece ouvir toda hora, mas há um certo momento que a música confunde o auditório, fiquei com a impressão de estar a ouvir o Cef, Jack Nkanga e C4 Pedro, é uma mistura de vozes numa só pessoa.

Isso por um lado é bom, mas acho que ele deve ter a sua identidade própria, para não ser confundido.

O meu apelo vai para a empresa que está agenciar este jovem, não deixem que ele desapareça do nosso mercado musical como os outros, ele já demonstrou que tem muito talento, mas até lá só o tempo dirá…

Vamos ganhar o dia
Não Vale ficar parado
A vida é agora…

comentários facebook