Bela Chicola estreia-se no universo das artes plásticas com a exposição “Esperança”

Bela Chicola estreia-se no universo das artes plásticas com a exposição “Esperança”

COMPARTILHE
A A A

Por: Stella Cortêz

Ausente dos palcos, mas presente no convívio artístico, a cantora Bela Chicola estreia-se no universo das artes plásticas com a obra “Esperança”, a ser apresentada esta quarta-feira, 14 de Agosto, na Casa de Cultura Njinga Mbandi, a partir das 17 horas.

A exposição retrata a situação económica e social que o país atravessa, assim como a degradação da natureza, sobretudo o sofrimento dos animais e os lixos submersos em rios e oceanos, que têm colocado em risco a vida dos animais marinhos. Com isto, a artista plástica alerta à sociedade sobre os perigos a que a natureza está exposta.

“Fazemos parte da natureza, se continuarmos a maltratá-la, possivelmente, não deixaremos nada para os nossos filhos que amanhã também poderiam gozar dos bens que a mesma oferece”, explicou a cantora, avançando que foi estimulada pela vida e pelo seu olhar à natureza, pois, sendo humana, não poderia deixar de fazer algo para tornar o mundo em que vivemos cada vez melhor.

“Sei que o meu contributo é semelhante a uma gota no oceano e, amanhã, poderá aparecer outra gota, e quando nos apercebermos de verdade, temos outras gotas que poderão mudar o mundo”, disse.

Bela Chicola que começou a pintar após a perda da sobrinha, acredita que as artes são inatas em si. Há cinco anos, Bela perdeu uma sobrinha de 35 anos, e muito antes desta partir para a eternidade, incumbiu-lhe a missão de cuidar dos seus cinco filhos. Entretanto, para prestar maior atenção às crianças, a cantora teve de se abdicar da música, no entanto, hoje ela pinta e incentiva as pessoas a cuidarem mais da natureza para um futuro melhor.

comentários facebook