BTT em Angola, Prova de resistência nocturna foi ganha por Euclides...

BTT em Angola, Prova de resistência nocturna foi ganha por Euclides Chingui, dos Kambas da Bicicleta

COMPARTILHE
A A A

Realizou-se no sábado, dia 22 de Junho, a Prova de Resistência Nocturna de Luanda – Prova Banco Económico. Sagrou-se vencedor, na competição masculina, Euclides Chingui, dos Kambas da Bicicleta, com 2h, 48min, 45 segundos, enquanto na prova feminina Elsa Freire bisou mais uma vez, passando a meta à frente das suas adversárias.

O Estádio dos Coqueiros foi mais uma vez o local de partida e de chegada da Prova de Resistência Nocturna, em Luanda. A Fortaleza de São Miguel foi também e de novo o ex-libris da competição e a Baixa da cidade contribuiu com o restante trajecto, numa das provas mais concorridas de sempre.

Inscreveram-se mais de 200 atletas provenientes de 22 países e no final fez-se história, uma vez que o vencedor bateu o record do ano passado, conseguindo fazer mais uma volta ao percurso do que na prova de 2018 – este ano a vitória fez-se com 8 voltas no decorrer das duas horas e meia de prova. Recorde-se que a partida aconteceu às 17:30 e que a chegada aconteceu pelas 20:00 horas.

No final os pódios ficaram organizados da seguinte forma: a competição feminina foi ganha por Elsa Freire, com 5 voltas, em 2:21:00. No grandmasters sagrou-se vencedor Olavo Fernandes, com 7 voltas, em 2:36:51. Rafael Moura, com 8 voltas em 2:51:13 ganhou o Masters. Euclides Chingui, com 8 voltas, em 2:48:45 ganhou a competição Elites.

Para Gonçalo Anacoreta, da organização, esta foi uma prova em que “as expectativas suplantaram todos os objectivos pensados anteriormente. Mais inscrições, mais participações. Mais países, mais pessoas envolvidas num único objectivo – o de praticar ciclismo ao ar livre, em ambiente de competição e numa das cidades mais bonitas de África. Com um grau de dificuldade acentuado, mas ainda assim com bons resultados no final, uma vez que o vencedor terminou com mais uma volta do que o da edição do ano passado. Apoio logístico irrepreensível e segurança completamente assegurada. É difícil conseguir mais e melhor. Estamos de parabéns e agradecemos o empenho de todos os atletas e de todos os patrocinadores.”

A próxima prova do circuito angolano de BTT realiza-se já no dia 7 de Julho, à saída de Catete, junto à barragem da Kiminha. As inscrições para participação nesta 3ª prova do Circuito Angolano de BTT já se encontram encerradas.

Sobre o BTT em Angola
Os primeiros passos de provas organizadas de BTT em Angola foram dados em 2014. Nesse ano, a ALLSTARS organizou 2 provas: Barra do Kwanza e Funda e contou com 50 participantes.
Em 2015, o desafio foi elevar a fasquia e chegar aos 100 participantes numa só prova, meta essa que foi alcançada.
Em 2016, participaram mais de 160 participantes numa prova, sendo que mais de 250 atletas de, pelo menos, 20 nacionalidades participaram nas diferentes provas do 3º BTT ALLSTARS XXL 2016.
Em 2017, e apesar da crise vivida em Angola, o número de participantes não diminui, tendo os organizadores atingido um novo máximo, com mais de 170 participantes inscritos numa só prova.
Em 2018, a organização deu continuidade a este movimento, tendo aumentado o número de ciclistas e amantes da modalidade e organizado uma prova de dois dias seguidos fora de Luanda. Os eventos realizados na edição de 2018 foram os seguintes: Prova de resistência urbana noturna, em Abril; 5º Circuito Angolano de XCM, entre Maio e Outubro; e Campeonato de XCO e de XCM, em Setembro.

WhatsApp Image 2019-06-24 at 18.51.09-2 WhatsApp Image 2019-06-24 at 18.51.09 WhatsApp Image 2019-06-24 at 18.51.10 WhatsApp Image 2019-06-24 at 18.53.16 WhatsApp Image 2019-06-24 at 18.53.17-2 WhatsApp Image 2019-06-24 at 18.53.17

comentários facebook