Cantor MDO, residente em Portugal, sonha trocar experiências com músicos angolanos

Cantor MDO, residente em Portugal, sonha trocar experiências com músicos angolanos

COMPARTILHE
A A A

Roberto Mandelson Cussivira é o pseudónimo de MDO, artista angolano residente em Portugal, que começou a fazer música há cinco anos, porém, profissionalmente há quatro.

Ao PLATINALINE, o novo talento considerou-se um músico versátil com predominância no estilo nacional Kizomba. Sem uma EP nem álbum no momento, MDO já disponibilizou no mercado 19 faixas musicais de variados estilos, que podem ser encontradas nas plataformas digitais.

Com apenas quatro anos como profissional de música, o cantor descreve a sua carreira como “algo em forte crescimento”. Consegui consolidar o meu nome, criar identidade, apesar de ser muito jovem no mercado e sem muitos apoios”, explicou.

Sobre os apoios, o artista disse ainda que nem sempre teve o apoio da família. “No início, foi um pouco difícil, porque venho de uma família religiosa e não achavam muita piada, mas com o tempo, foram aceitando e agora apoiam-me a cem por cento, estão sempre comigo e ajudam-me em tudo, graças a Deus”, acrescentou.

Questionado sobre a repercussão das suas músicas em Portugal, o músico brincou, dizendo: “Praticamente, todas as músicas cá fazem sucesso, (risos)”. Durante a conversa, o cantor manifestou o grande desejo de trazer ao mercado angolano a sua musicalidade. “Como angolano que sou, pretendo mostrar um pouco da minha água, estive em Angola em 2016, mas não foi o suficiente, porém, o pouco tempo que estive lá, gostei imenso. Além de me apresentar como cantor, quero aprender também com os artistas angolanos, sinto que tenho algo novo a mostrar, uma influência africana com toque europeu.”

Como prova do sucesso em terras de Camões, o artista angolano revelou viver única e exclusivamente da música.

Por: Hélio Cristóvão (Estagiário)

comentários facebook