Chefes de polícia da cplp recomendam maior cooperação no combate ao crime

Chefes de polícia da cplp recomendam maior cooperação no combate ao crime

COMPARTILHE
A A A

Os Comandantes Gerais e Directores de Investigação Criminal da CPLP estiveram reunidos, hoje, dia 22/04/2019, na cidade da Praia, Cabo Verde, para avaliar o grau de implementação das decisões e recomendações saídas das reuniões anteriores, bem como trocar informações necessárias para o desenvolvimento e reforço da cooperação face aos desafios dos Estados membros nos domínios da Segurança Pública e Ordem interna.
A reunião foi presidida pelo Director Nacional da Polícia cabo-verdiana, Superintendente Geral – Emanuel Estaline, na qualidade de anfitrião e de Presidente entrante do Conselho dos Chefes de Polícia.

Nesta reunião, cada país apresentou o seu balanço operativo e de segurança pública durante os últimos meses, assim como analisaram a necessidade de existir maior partilha de dados operacionais entre as polícias, criando pontos focais para fluir a informação, sobretudo, no domínio do tráfico de drogas, ser humanos, contrabando de tabaco, em relação aos prófugos, criando para o efeito, plataformas tecnológicas integradas para que informações específicas e de carácter confidenciais pudessem estar disponíveis para a prevenção e combate à criminalidade, em especial, o crime organizado.
Para que esta troca de informações seja eficaz, há a necessidade de se harmonizar procedimentos técnicos e processuais, que não colocassem em causa a soberania e leis de cada Estado.
No domínio da cooperação, apelou-se o reforço do processo de formação, sobretudo para os países que já possuem Academias e Institutos superiores de Ciências policiais, que deveriam abrir mais vagas para aqueles que têm mais necessidades, assim como utilizar as tecnologias de informação e comunicação para apostar no ensino à distância.
Foi preocupação dos chefes de Polícia, a questão da mobilidade de cidadãos entres os países membros da CPLP e o possível acompanhamento dos crimes de natureza organizada e transnacionais que podem causar instabilidade na segurança de cada país.
Os chefes de polícia da CPLP reconheceram a necessidade de reforçar e dinamizar a cooperação entre as forças e serviços de segurança dos estados membros, sobretudos nos domínios de prevenção da criminalidade, policiamento de proximidade, Inteligência criminal, criminalidade organizada e transnacional.

comentários facebook