China Telecom escolhe empresa angolana para reforçar serviços

China Telecom escolhe empresa angolana para reforçar serviços

COMPARTILHE
A A A

Hong Kong: A China Telecom Global (CTG), um dos principais provedores mundiais de serviços de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), anunciou a selecção da multinacional angolana, Angola Cables, como a sua operadora preferencial para reforçar os seus serviços de conectividade para longas distâncias entre Ásia, África e América Latina.

Através desta parceria conjunta as duas empresas preparam-se para lançar uma rota de transmissão expressa para conectar três países do BRICS (China, África do Sul e Brasil) através do Sistema de Cabos do Atlântico Sul (SACS) potenciando o consumo de dados entre estas regiões, avaliados e milhares de dólares. A China Telecom passará a estar em posição de aumentar o seu alcance global usando a rede robusta e de alta capacidade que compreende os sistemas de cabos submarinos WACS, SACS e Monet da Angola Cables, incluindo os seus Pontos de Presença (PoP’s) e datacenters em África e na América Latina.

Do ponto de vista da estratégia nacional Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC), espelhada no plano PND 2018-2022, este negócio, entre outros que a Angola Cables tem concluído nos últimos 12 meses, representa a materialização das metas estabelecidas no PND, relativamente à criação de uma rede de cabos submarinos e o aumento da capacidade de tráfego internacional.

A China Telecom e a Angola Cables também acordaram estabelecer uma interconexão de rede na África do Sul, tirando proveito das capacidades avançadas das redes das duas empresas, sendo que a capacidade de transmissão e latência entre China, África do Sul, Angola e Brasil serão significativamente melhoradas.

“África é um mercado em rápido crescimento e nós, na China Telecom Global, temos vindo a desenvolver as nossas capacidades de serviço neste mercado desde 2010. O relacionamento com a Angola Cables destaca o nosso compromisso, no sentido de melhorar a conectividade regional e apoiar os nossos parceiros locais a aumentar a sua presença internacional”, disse o director administrativo da China Telecom (África e Oriente Médio) Limited, Changhai Liu.

“Estamos muito animados com a colaboração com a Angola Cables. Com essa rota expressa entre continentes, podemos atender melhor à crescente demanda por conectividade digital e interações comerciais entre Ásia, África e América do Sul – incluindo os países do BRICS”, manifesta o responsável Changhai Liu.

A CTG vai aproveitar as capacidades e o potencial do SACS para que os seus clientes beneficiem de velocidades de baixa latência, segura e económica, abaixo dos 156 milissegundos (ms), entre Joanesburgo a São Paulo.

O futuro, com acordos destes, passa pela capacitação das redes Africanas e consequentemente pela capacitação e desenvolvimento dos pontos de presença digitais de África onde os conteúdos da Asia veem agora, de forma “expressa” na rede Angola Cables, uma oportunidade de chegar as Américas, especialmente à América do Sul.

“Numa altura em que o mercado mercado global de internet reporta crescimentos de tráfego de internet a rondar os 30%, a Angola Cables está a crescer em tráfego nas suas redes IP mais de 45% mês a mês. Estamos por isso, numa posição única para fornecer uma solução de infraestrutura perfeita para a China Telecom Global através das nossas conexões de rede robustas de cabos e Datas Centers na região transatlântica. Utilizando a nossa rede avançada de cabos submarinos WACS, SACS e Monet, podemos oferecer um roteamento mais directo de tráfego e dados entre os mercados do Oriente e os mercados em rápida expansão da América Latina e para os movimentados centros de tráfego de IP em todo o mundo e possivelmente agregar mais conteúdos Cloud para os nossos Angonap Data Centers”, disse CEO da Angola Cables, António Nunes.

As parcerias que têm sido firmadas demonstram cada vez mais, a visão acertada de transformar Angola num HUB de tráfego/dados em África, permitindo, desta forma às empresas e às famílias beneficiarem de uma rede de serviços de telecomunicações em África, com destaque na região da SADC.

SOBRE A CHINA TELECOM GLOBAL LIMITED

A China Telecom Global Limited (CTG) é uma subsidiária da China Telecom Corporation Limited (“China Telecom”) e ocupa a 141ª posição na Fortune Global 500 em 2019. Fundada em 2012 e com sede em Hong Kong, China, a CTG conecta a região da Ásia-Pacífico ao mundo, tirando proveito dos seus vastos recursos na China continental. A China Telecom possui filiais e afiliadas em 42 países e mercados, 200 PoPs no exterior e mais de 55,4 Terabits de capacidade em largura de banda, em termos de conectividade internacional e capacidade intercontinental.

Ao tirar proveito dos seus recursos, que incluem uma rede de 41 cabos submarinos (a China Telecom esteve envolvida na construção de mais de 10 desses cabos) e ao potenciar a conexão directa a mais de 10 países e regiões vizinhos por meio de cabos terrestres, a CTG criou o seu layout global de serviços e capacidade de rede.

Visando operadoras, empresas multinacionais e clientes chineses no exterior, a CTG fornece soluções de comunicações integradas, personalizadas e económicas, bem como serviços de telecomunicações diversificados para atender às suas necessidades comerciais globais. Os seus serviços incluem acesso directo à Internet, trânsito na Internet, serviços de dados, banda larga, comunicações unificadas, datacenters para Internet, computação em nuvem, serviços de TIC, serviços de voz e valor agregado fixos e móveis, serviços profissionais, soluções do sector, consultoria em operações de telecomunicações e terceirização de serviços, bem como soluções completas de IoT (internet das coisas) com plataformas DCP e eSIM, no mercado interno e no exterior.

Para mais informações por favor visite www.chinatelecomglobal.com

comentários facebook