Cidadão é morto por populares após assaltar e ter disparado contra uma...

Cidadão é morto por populares após assaltar e ter disparado contra uma “kínguila”

COMPARTILHE
A A A

Por: Kiesse Veloso

Um cidadão foi morto por populares, no sábado, em plena via pública, no bairro Palanca, enquanto outro encontra-se gravemente ferido e hospitalizado, após terem assaltado e baleado uma mulher kínguila (pessoa que se dedica ao serviço de câmbio, de forma independente), de 55 anos, que fazia o seu trabalho nos arredores de um supermercado.

Segundo consta, os meliantes andavam num grupo de três, numa motorizada, e são altamente perigosos. Agiam rápido e sem piedade para com as vítimas. Matavam, mesmo que as vítimas não reagissem. A acção era sempre a mesma: Colocavam-se os três na motorizada, dois desciam e abordavam a vítima, enquanto o terceiro ficava a espera e em prontidão para uma eventual fuga.

No dia do assalto, os relógios marcavam 11h:30, numa altura de muita agitação de populares no bairro.

Os três meliantes surpreenderam a senhora Maria Manuel Benedito, tendo dois deles descido da motorizada, como era de hábito, e um deles disparado contra a mulher kínguila, deixando-a estatelada no chão. O disparo atingiu a região do abdômen.

Na tentativa de fuga, dois dos três indivíduos foram abordados e espancados por populares. Um deles foi morto no local. O outro foi a tempo de ser resgatado pela Polícia e encaminhado para o hospital em estado grave.

O cidadão morto era conhecido por Party Boy, considerado altamente perigoso e com várias passagens pela polícia.

Segundo apurações feitas, Party Boy está envolvido em vários crimes e sempre que fosse procurado pelo SIC, refugiava-se na vizinha RDC, onde fugia com alguma facilidade. Há ainda informações de que o suspeito já havia disparado mortalmente contra um indivíduo no Cazenga. Na Mabor, era temido devido ao seu histórico criminal.

O segundo indivíduo, internado no hospital, é identificado por FMB, também conhecido por “Guerici”, solteiro, de 24 anos de idade, identificado pelo SIC como altamente perigoso, igualmente. Já esteve detido na CCL, durante cerca de 8 meses, por crime de roubo na via pública.

A kinguila foi socorrida para uma das unidades hospitalares de Luanda e o seu estado de saúde inspira, ainda, alguns cuidados.

Fontes do SIC garantem que diligências estão em curso, no sentido de se capturar o terceiro elemento envolvido no assalto à kínguila e a arma em sua posse.

comentários facebook