Cientistas descobrem nova espécie de primatas em Angola

Cientistas descobrem nova espécie de primatas em Angola

COMPARTILHE
A A A

Equipa britânica de cientistas encontrou uma espécie de galago três vezes maior do que as restantes espécies

Uma equipa britânica de cientistas descobriu uma nova espécie de galagos anões, um primata pertencente à família dos galonídeos – comum na África subsariana -, na floresta ameaçada da Kumbira, localizada na província do Kwanza Sul, noroeste de Angola.

O traço mais característico do animal, também conhecido por bushbaby (bebé do mato), é o seu grito, um piar trinado em crescendo seguido de um chilreio – também utilizado pelas outras espécies de galagos, mas que, precisamente, o distingue destas – e que serve para se manter em contacto com os membros do grupo ou para avisar elementos rivais.

Este galago angolano é três vezes maior do que as restantes espécies desta família de primatas noturnos com olhos e orelhas grandes, de acordo com a equipa de Magdalena Svenson e dos seus colegas da Universidade de Oxford Brookes.

A equipa identificou 36 indivíduos e sabe ainda muito pouco sobre a sua dieta ou hábitos.

A localização onde os animais foram avistados não é uma zona de selva protegida, pelo que está fortemente ameaçada.

“A indústria madeireira está a crescer incrivelmente em Angola nesta altura”, afirmou Svensson, citada pelo American Journal of Physical Anthropology.

“O habitat destes animais está a desaparecer”, acrescentou.

O galago anão angolano é apenas a quinta nova espécie de primatas descoberta no continente africano desde 2000 e Svensson acredita que há mais espécies por descobrir.

A vida selvagem naquela região angolana encontra-se ainda pouco estudada, em parte devido à guerra civil que devastou o país desde meados da década de 70 do século passado até 2002.

comentários facebook