Com seis prêmios, "Guerra ao Terror" surpreende no Oscar

Com seis prêmios, "Guerra ao Terror" surpreende no Oscar

COMPARTILHE
A A A

Como se previa, o humor deu o tom na festa do 82º Oscar da Academia. Alec Baldwin e Steve Martin entregaram o que prometeram: boas piadas, paródias engraçadas e o menor grau de constrangimento possível. Ben Stiller deu um show à parte ao chegar com olhos e cores de Na’avi, imitando os personagens de “Avatar”, sem abandonar um elegante terno preto. A brincadeira não é à toa: ele está lá para apresentar o prêmio de melhor maquiagem. Sacha Baron Coen, que havia sido cotado para a brincadeira, acabou sendo descartado.

 

No capítulo homenagens, Lauren Bacall e Roger Corman foram os grandes homenageados da noite. Impedidos pelo novo estatuto da festa de subirem ao palco, eles foram aplaudidos de pé em suas próprias cadeiras. Outro grande homenageado da noite foi o diretor John Hughes, morto no ano passado, ganhou homenagem com direito a frases emocionadas de algum dos astros de seus filmes, entre eles Matthew Broderick e Macauley Culkin. Taylor Lautner e Kristen Stewart apresentam um cardápio de clássicos de terror: “O Iluminado”, “O Tubarão”, “O Silêncio dos Inocentes”, “Psicose”, entre outras produções marcantes do gênero tiveram trechos exibidos no telão. Os astros teen do momento dão vida a um lobisomem e a uma namorada de um vampiro na saga “Crepúsculo”.

Enfim, Demi Moore anunciou o tradicional tributo a pessoas famosas do cinema que morreram recentemente, como Patrick Swayze, Eric Rhomer, Brittany Murphy, entre outros. Enquanto suas imagens eram mostradas no telão, James Taylor tocava ao vivo “In My Life”, canção dos Beatles Com seis Oscar, “Guerra ao Terror” foi o grande vencedor da festa da Academia de Hollywood neste domingo (7). Além do prêmio de melhor filme, o trabalho de Kathryn Bigelow valeu a ela, apenas a quarta cineasta indicada na história da premiação, o primeiro prêmio de direção a uma mulher. “Avatar”, de seu ex-marido, James Cameron, considerado um dos favoritos, ficou apenas com prêmios técnicos. E “Bastardos Inglórios”, de Quentin Tarantino, outro favorito, com apenas uma estatueta, de melhor ator coadjuvante, para o brilhante Christoph Waltz

Entre as muitas mudanças promovidas para o 82º Oscar da Academia, como o aumento do número dos indicados e a volta ao tradicional anúncio de “o vencedor é…”, não se pode esquecer a valorização dos prêmios artísticos.

Entre as principais surpresas, o prêmio de melhor filme estrangeiro reservou uma de bom tamanho para os latinos. A Argentina, que havia ganhado um Oscar de melhor filme estrangeiro por “A História Oficial”, repetiu o feito com “O Segredo dos Seus Olhos”. O filme tem direção de Juan José Campanella e é estrelado por Ricardo Darín. A categoria tinha como favoritos o israelense “Ajami” e o alemão “A Fita Branca”.
Favorita em sua categoria, a comediante Mo’Nique foi premiada pelo papel dramático em “Preciosa”. A atriz interpreta a mãe problemática da protagonista. Em seu discurso, a atriz deu ênfase aos conselhos do marido para que “fizesse o que era certo” ao invés de buscar apenas o “popular”. O filme surpreendeu mesmo com a vitória do prêmio de roteiro adaptado, para Geoffrey Fletcher.

Como se previa, o humor deu o tom na festa do 82º Oscar da Academia. Alec Baldwin e Steve Martin entregaram o que prometeram: boas piadas, paródias engraçadas e o menor grau de constrangimento possível. Ben Stiller deu um show à parte ao chegar com olhos e cores de Na’avi, imitando os personagens de “Avatar”, sem abandonar um elegante terno preto. A brincadeira não é à toa: ele está lá para apresentar o prêmio de melhor maquiagem. Sacha Baron Coen, que havia sido cotado para a brincadeira, acabou sendo descartado.

No capítulo homenagens, Lauren Bacall e Roger Corman foram os grandes homenageados da noite. Impedidos pelo novo estatuto da festa de subirem ao palco, eles foram aplaudidos de pé em suas próprias cadeiras. Outro grande homenageado da noite foi o diretor John Hughes, morto no ano passado, ganhou homenagem com direito a frases emocionadas de algum dos astros de seus filmes, entre eles Matthew Broderick e Macauley Culkin. Taylor Lautner e Kristen Stewart apresentam um cardápio de clássicos de terror: “O Iluminado”, “O Tubarão”, “O Silêncio dos Inocentes”, “Psicose”, entre outras produções marcantes do gênero tiveram trechos exibidos no telão. Os astros teen do momento dão vida a um lobisomem e a uma namorada de um vampiro na saga “Crepúsculo”.

Enfim, Demi Moore anunciou o tradicional tributo a pessoas famosas do cinema que morreram recentemente, como Patrick Swayze, Eric Rhomer, Brittany Murphy, entre outros. Enquanto suas imagens eram mostradas no telão, James Taylor tocava ao vivo “In My Life”, canção dos Beatles.

 

 

 

 

 

.

comentários facebook