Covid-19: Chineses no país para montar laboratórios

0

A ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, anunciou hoje, em Luanda, a chegada da equipa de técnicos chineses da empresa BGI, responsável pelo fornecimento e montagem de laboratórios em seis províncias do país.

Os laboratórios, estrategicamente, serão instalados nas províncias de Luanda, Uíge, Lunda Norte e Huambo, sendo que os técnicos, nesse momento, visitam as áreas em que vão albergar tais equipamentos sanitários.

Cada laboratório tem capacidade de processar mil análises diárias.

Com a aquisição desses laboratórios, o país contará com equipamentos laboratoriais de alta capacidade para a testagem de Covid-19 e outras doenças virais, segundo a ministra que falava em conferência de imprensa de actualização da situação epidemiológica da Covid-19.

“Demarches estão em curso para a mobilização do equipamento para Angola a partir da China. Por esta altura, estão a visitar os locais onde serão instalados os laboratórios, para acompanhar as obras de adaptação, para o funcionamento destes locais”, reafirmou.

Actualmente, o país conta com seis laboratórios de testagem da Covid-19, instalados no Instituto Nacional de Investigação e Saúde (INIS), Hospital Central Militar, Hospital Esperança, Instituto Nacional de Luta contra a Sida, Clínica Girassol e Clínica Luanda Medical Center, todos concentrados na capital do país, com capacidade para processar mais 600 amostras/dia.

Desde a confirmação dos dois primeiros casos positivos de Covid-19 em Angola (Março) até à presente data, os laboratórios têm um acumulado de 59 mil e 052 amostras, das quais 950 positivas e 58 mil e 102 foram negativas.