Covid-19: Inspirado na pandemia, Albino da Conceição retrata Angola e o mundo em tela abstrata

0

Por: Stella Cortez        

Com a necessidade de registar e transmitir o seu ponto de vista em relação a tudo que se vive com o surgimento do coronavírus, o pintor Albino da Conceição inspirou-se na pandemia, e usou os seus pincéis e tintas para retratar Angola e o mundo na era da covid-19.

O quadro meditativo ilustra um avião a ser estilizado, que lembra o voo que trouxe os primeiros casos de covid para Angola, entretanto, para quem vive na capital luandense, nesta fase epidemiológica, não passam despercebidos os famosos pacientes conhecidos como Caso 26 e 31, que se tornaram os mais famosos dos casos de transmissão local, em Luanda, que também ficaram “imortalizados” na referida tela.

“Fui afectado pela pandemia, indirectamente, porque o município que administro (Cazenga) teve até agora o maior cerco sanitário do país, concretamente o distrito urbano do Hoji Ya Henda, onde reside o cidadão que ficou conhecido como caso 31, deixando isolado por cerca de 47 dias vários munícipes”, disse.

O artista, que saiu da sua zona de conforto para apresentar um conceito mais abstrato, lembrou-se do entusiasmo das crianças no fim do cerco sanitário.

“Tocou-me com muita profundidade a alegria das crianças e daquelas pessoas todas, notei a felicidade que era viverem novamente em liberdade, e muitos gritavam: ‘Viva a Liberdade!’ Aquilo levou-me a reflectir em transmitir tudo o que vi naquele momento para a tela”, recordou.

Albino da Conceição, que pinta por gosto, procura essencialmente transmitir para a sociedade algumas mensagens com obras que retratam a realidade.