Dji Tafinha é o segundo artista angolano a participar no Coke Studio...

Dji Tafinha é o segundo artista angolano a participar no Coke Studio África

COMPARTILHE
A A A

Por: Iraneth da Cruz
Revisão: Canga Tomás

Depois de Anselmo Ralph, o rapper e produtor Dji Tafinha, é o segundo cantor angolano convidado a participar no Coke Studio África.

Satisfeito com o convite, o artista escreveu na sua conta do Instagram o seguinte: “este ano, fui o segundo artista angolano convidado a participar no programa internacional de música Coke Studio África, para além do Anselmo Ralph”.

Coke Studio África 2017 trás artistas de diversos países africanos, como África do Sul, Quênia, Uganda, Tanzânia, Ruanda, Etiópia, Nigéria, Gana, Angola, Zimbábue, Togo, Costa do Marfim, Madagáscar, Ilhas Maurícias, Moçambique, RDC e Camarões. A nova temporada estreia em diferentes regiões a partir de Setembro deste ano e será transmitida em mais de 30 países em toda a África.

Com a intenção de dar grande realce à carreira dos artistas africanos, o Coke Studio tem trazido grandes estrelas mundiais para participarem e partilharem o palco com artistas africanos, uma acção que já tem história. Em 2014, o Coke Studio África viu o legendário Wyclef Jean a subir o palco e iluminar as casas dos telespectadores com a inesquecível “Divine Sorrow” (Tristeza Divina)”. Em 2015, a super estrela NE-YO levou “Peace One Day” (Paz um dia) para Ruanda e interpretou uma música original do Coke Studio ‘Reason’. Em 2016, o Coke Studio viu o icónico Trey Songz a subir o palco com a sua presença dinâmica e agora, em 2017, o Coke Studio traz a estrela Jason Derulo, um artista criativo da nova escola, talentoso, que vendeu mais de 50 milhões de singles e, de forma impressionante, conseguiu 11 singles de platina incluindo “Wiggle”, “Whatcha Say”, “Talk Dirty”, “It Girl” , “In My Head”, “Trumpets” e “Marry Me”.

Coke Studio África é uma convergência de um número diversificado de artistas africanos proeminentes que se reúnem para produzir novas apresentações emocionantes e combinam vários géneros de música de toda a África. A iniciativa reúne artistas de diferentes partes do continente para juntos criarem música e fazerem fusões. Este é o primeiro programa de música do género em África, orgulhosamente apoiado pela Coca-Cola.

comentários facebook