Docentes e estudantes do Instituto Superior Politécnico do Huambo criam higienizadores automáticos de mãos

0

Por: Hélio Cristóvão

Uma equipa formada por docentes e estudantes do Instituto Superior Politécnico do Huambo decidiu implementar os seus conhecimentos obtidos na área de Engenharia, para a fabricação de máquinas higienizadoras de mãos, um projecto que visa contribuir de forma eficiente para a não propagação do vírus da Covid-19.

A novidade que os equipamentos trazem é que as pessoas podem utilizar os seus serviços sem, no entanto, entrar em contacto directo com as superfícies tocadas por muita gente, através de um sensor que ajuda a expulsar a água e o sabão em líquido de forma automática.

Ao PLATINALINE, Marcolino Canganjo, coordenador do projecto e professor de Engenharia electrónica e telecomunicações, fez saber que a Universidade José Eduardo dos Santos, instituição que tutela o projecto, tem a capacidade de fabricar o equipamento para todas as províncias do país. “Já instalamos para muitos lugares ou instituições aqui no Huambo. Temos encomendas para Luanda, Namibe e Cuando Cubango”, disse.

Os aparelhos podem ser instalados nas escolas, igrejas, hospitais, mercados, lojas, gabinetes e outros lugares com a necessidade de higienização das mãos.