Entidades nacionais prestigiam abertura da “Expo Tour Contemplação” em homenagem à mulher africana

0

Por: Stella Cortêz 

Cegueira da Justiça, amostra do projecto Expo Tour Contemplação, aberta ao público até ao dia 8 do mês em curso, que visa homenagear a mulher africana, cuja inauguração aconteceu na passada sexta-feira, 31 de Julho, contou com a presença de algumas entidades nacionais, entre as quais a Ministra da Cultura, Turismo e Ambiente, Adjany Costa e da Secretaria de Estado para Cultura, Maria da Piedade de Jesus.

Segundo Etona, autor da referida exposição, a escultura é uma condecoração à mulher do continente africano, especialmente às mulheres angolanas, por estas serem mães guerreiras, construtoras da natureza, educadoras, batalhadoras e, sobretudo, esposas, um aspecto que o faz considerar a mulher como uma Deusa. 

“A escultura representa, acima de tudo, causas das adversidades que a mulher sofre e vem sofrendo neste universo, e mesmo assim consegue muitas vezes e de forma dura fazer justiça num estado cego, mas inteligente. É importante que esta ideia seja mantida por toda as gerações”, disse o artista plástico, acrescentando que Cacuaco foi o local escolhido para apresentar a sua escultura que remarca do seu regresso à ribalta por este ter todos os grupos etnolinguísticos dos mais variados pontos do país.  “Cultura está nos municípios e não nas cidades que ensinam a comer ginguba com garfo”, enfatiza e realça o artista.

A expo Tour Contemplação reúne mais três obras, com exposição prevista para os municípios do Cazenga, Viana e Luanda, para uma vigília cultural. Aos 59 anos de idade, Etona soma perto de 50 exposições individuais e 34 colectivas, que passam em diversos países e cidades do mundo.