Fotógrafo Prince Agete fala sobre o seu trabalho e do nu artístico

Fotógrafo Prince Agete fala sobre o seu trabalho e do nu artístico

COMPARTILHE
A A A

Por: Iraneth da Cruz

Como fotografia é arte quando envolve criatividade, Prince Agete é fotógrafo, videógrafo e empresário angolano que vem mostrando a sua criatividade na arte de fotografar, e é responsável de algumas fotos polémica de figuras angolanas.

Em entrevista exclusiva ao PLATINALINE, o jovem de 25 anos de idade contou que entrou ao mundo da fotografia em 2012, quando se mudou para a sua terra natal (Huíla), depois viajou a Paris para fazer formação na área. Actualmente agenciado pela CEO e fundadora da Visage Model Management Zurich, Zineta Blank, Prince tornou-se conhecido no mercado francês pelo seu estilo fotográfico fashion urbano e pela sua técnica direct flash resultado das fotos feitas. Fez várias campanhas para marcas internacionais, artistas e revistas do mesmo escalão, como Supreme, D&G, castings, Cindy, Levi´s Paris, modelo Catharine Lowe, revista Imp Mag e Baddiies.

Sobre o nu artístico, Prince Agete disse que é apenas um extra dentro do seu portfólio fotográfico e que as solicitações de nu artístico vêm mais de mulheres, e a primeira pessoa em Angola a quem fotografou nu artístico foi recentemente a Jakilsa. No caso da foto polémica do leite da Neide Sofia, Micaela Reis, Patrícia Pires, Lesliana Pereira Juddy da Conceição, Sharam Diniz e Cilana Manjeje, Prince explicou que são fotos boudoir, por serem fotos em que essas figuras não aparecem completamente nuas.

Para além dos nomes já citados, Agete também trabalhou com vários outros artistas e figuras públicas nacionais como OG Vuino, Kadaff, Fredy Costa, Dji Tafinha e Hadjalmar.

comentários facebook