Independência de Angola é comemorada na Bahia com artes plásticas e música

Independência de Angola é comemorada na Bahia com artes plásticas e música

COMPARTILHE
A A A

Mais de 100 pessoas, entre brasileiros, angolanos e de outros países da África, participaram nesta quarta-feira, 7, da abertura da exposição “Marcas de Angola”, do artista plástico Albino da Conceição. O evento, realizado na Casa de Angola na Bahia, centro de Salvador, faz parte das comemorações pelos 43 anos da Independência de Angola.

O pintor Albino da Conceição, convidado especial do encontro, visitou as instalações do centro cultural e em seguida falou sobre sua trajetória como artista plástico e da importância das celebrações pelo 11 de Novembro, data em que Angola conquistou a independência de Portugal, em 1975. Nascido em Luanda, Albino da Conceição é licenciado em Pedagogia do Desporto e Treino de Handebol, na Bulgária. Mas as artes plásticas estão em sua vida desde a adolescência, quando teve início a paixão pelo desenho. O artista é integrante da União Nacional dos Artistas Plásticos (UNAP) desde 2013.

Expo 02 Expo 04 Expo 05 Expo 07 Expo 08 Expo 11 Expo 12A exposição “Marcas de Angola” reúne dez obras de Albino da Conceição que retratam a fauna, as zonas turísticas e paisagens marcantes do país. Após a visitação, o público participou de uma apresentação musical do DJ angolano Fábio Lima, que recebeu convidados como o jornalista e empresário brasileiro Raimundo Lima, que há mais de 15 anos se divide entre Luanda e Salvador.

comentários facebook