ITA se apresenta no segundo dia da 33ª edição da FILDA na...

ITA se apresenta no segundo dia da 33ª edição da FILDA na Baía de Luanda

COMPARTILHE
A A A

PL179794 PL179795 PL179796Acompanhando as tendências mundiais do mercado das comunicações e a antecipação do crescimento exponencial de dados, bem como o aumento das necessidades das empresas a este nível, a ITA apostou na construção de um novo Datacentre, que posiciona a organização como um importante player no mercado Angolano.

Localizado junto dos grandes centros empresariais e financeiros, este Datacentre garante a acessibilidade dos clientes aos seus servidores sempre que necessário, assim como o armazenamento fiável de toda a informação de que dispõem e que suporta as suas operações.

Esta infra-estrutura tem capacidade para a instalação de mais de 36 bastidores APC ligados à rede de alta velocidade, com excepcionais condições de segurança e fiabilidade. Os bastidores APC são de última geração, já preparados com duas entradas de energia redundante, prontos a receber os servidores dos clientes.

“Focar toda a nossa energia nos clientes e na melhoria contínua da prestação de serviços, colocando as nossas competências ao serviço das empresas Angolanas é o grande objectivo da ITA. Em 2016, apesar da conjuntura económica, crescemos 5% ao nível da facturação, mantivemos o investimento previsto e a expansão para as províncias, sempre com recurso às tecnologias de ponta. Criámos também novos circuitos em todo o país, aumentámos a capacidade de tráfego na rede e a capacidade de fibra óptica, e garantimos também a operacionalização de um novo serviço de voz próprio com o prefixo 225”, sublinha Rui Jordão, Director Geral da ITA.

O que é um Datacenter?

Um Datacentre, também conhecido como centro de processamento de dados (CPD), é um local onde estão concentrados os sistemas computacionais de uma empresa ou organização, como por exemplo os sistemas de telecomunicações ou os sistemas de armazenamento de dados, para além de ter garantia de autonomia energética redundante, evitando assim perda de informação. Projectados para serem extremamente seguros, abrigam milhares de servidores e bancos de armazenamento de dados, processando grande quantidade de informação. Instalados em espaços protegidos contra acessos indevidos, contam com sistemas de extinção de incêndios, sistemas inteligentes de detecção precoce de fumo e extinção de incêndios com gás inerte, para não afectar os equipamentos. O acesso é controlado por cartões electrónicos e/ou biometria, monitorização permanente, acesso por porta-eclusa, ar condicionado de precisão com monitorização constante para manter a temperatura constante. O ambiente operacional é monitorizado permanentemente, em todos os aspectos, – físicos e lógicos. Tudo isto garante a fiabilidade, a consistência e a segurança que as organizações exigem para o armazenamento dos seus dados?

comentários facebook