KABÚ LEVA “ECOS DOS HERÓIS “ À GALERIA TAMAR GOLAN

KABÚ LEVA “ECOS DOS HERÓIS “ À GALERIA TAMAR GOLAN

COMPARTILHE
A A A

A Galeria Tamar Golan, da Fundação Arte e Cultura, inaugura na próxima Quinta-Feira, 28 de Setembro, pelas 18:00 horas, o mais recente trabalho do artista plástico angolano Kabú, a exposição individual “Ecos dos Heróis”. A exposição ficará patente ao público até ao dia 18 de Outubro.

O artista

Natural de Angola, onde nasceu a 27 de Novembro de 1981, Zola Pires Daniel (Kabú), iniciou-se nas artes como autodidacta, tendo começado a expor obras suas na Galeria Espelho da Moda, em Luanda. Kissanga e Vitex estiveram entre os artistas plásticos angolanos que mais o influenciaram. Em 2003 ingressa no Instituto Nacional de Formação Artística (INFA), instituição onde aperfeiçoou os seus conhecimentos e conheceu os grandes mestres de pintura, tendo mais tarde frequentado o Instituto Superior das Artes de Angola (ISARTES).

Ao longo do seu percurso profissional participou em exposições colectivas e individuais. Entre as colectivas, destacam-se a realizada no Hotel Trópico em 2005, a série realizada na Galeria Celamar (Projecto Coopearte) em 2008, 2009 e 2010, e ainda as participações no Salão Internacional de Exposições de Arte (SIEXPO) e no Concurso Ensa-Arte, em 2012 (e de novo em 2016), em 2014 acompanhou Mumpasi Meso no HCTA e, já em 2017, participou numa colectiva na Galeria do Banco Económico. Entre as exposições individuais, Kabú marcou presença em 2010 no Hotel Alvalade, em 2011 no Belas Shopping (mostra comemorativa do 6° aniversário da revista Caras), no Hotel Baía e na Gala da Fundação Lwini, onde pinta com Guilherme Mampuya. Em 2015 expõe de novo no HCTA e na Galeria Tamar Golan, onde apresentou “Cultura Vista Por Dentro).

Ainda em 2015, Kabú foi seleccionado para integrar o livro “A Face da Arte Angolana Contemporânea”, um projecto da Fundação Arte e Cultura que juntou 40 obras de 20 artistas nacionais no ano em que o país comemorou o 40° aniversário da Independência Nacional.

A Exposição

IMG-20170925-WA0013

O eco só se reproduz quando um som forte é difundido num espaço vazio e silencioso. É como se o som fosse morrer mas, ao invés, retorna e se repete. As pessoas vão e os ecos ficam. Um dos poetas do passado dizia que o homem passa e deixa as impressões digitais sobre as areias movediças do tempo e marca as épocas em que viveu.
Patrício Mawete
Artista plástico

Em “Ecos dos Heróis”, uma mostra de doze telas de grandes dimensões, nas quais Kabú utiliza como técnica preferencial o óleo e o acrílico sobre tela, o artista mantém a sua marca, os símbolos tradicionais, as estatuetas e as máscaras, que utiliza como se de pixels se tratasse, e joga com as cores vivas, com os tons quentes e frios e com o contraste.
“As minhas obras são de um abstraccionismo figurativo, um realismo estilizado em que a temática mostra o homem como centro das preocupações”, afirma o artista, que acrescenta procurar inspirações que conciliem a tradição e a arte contemporânea. “Algumas das composições têm personagens, os heróis”, salienta Kabú, que exprimem o movimento e calor acumulado traduzindo o que considera ser uma “violência interna”. “As faces aparentemente tristes são o resultado de viagens por tempos difíceis. As cores traduzem o poder, a energia, são símbolos de força, traduzem a mediação entre a Terra, a Lua, o Sol e o Homem“, destaca o artista.

A Galeria

A Galeria Tamar Golan é um projecto cultural inovador, alternativo e sem fins lucrativos da Fundação Arte e Cultura, que visa promover as artes plásticas angolanas e apoiar jovens talentos, que de outra forma dificilmente teriam uma oportunidade. Todas as receitas da galeria são canalizadas para os projectos sociais da Fundação Arte e Cultura. Criada em 2013, a Galeria Tamar Golan está situada na histórica baixa de Luanda, na Rua Rainha Ginga, nº187, no edifício conhecido como “Edifício das Embaixadas” (por trás da Pinto Basto). A Galeria está aberta ao público de Segunda a Sábado, das 12:30 às 19:30.

Contributo de responsabilidade social do Grupo Mitrelli, a Fundação Arte e Cultura conta com o apoio dos seus parceiros estratégicos, o Grupo Siccal (Andrades), a Agência de Comunicação OnTime e o Luanda Medical Center.

comentários facebook