Kiluanji​ ​Kia​ ​Henda​ ​entre​ ​os​ ​melhores​ ​do​ ​mundo

Kiluanji​ ​Kia​ ​Henda​ ​entre​ ​os​ ​melhores​ ​do​ ​mundo

COMPARTILHE
A A A

Ocorre hoje em Londres o terceiro dia da Feira Internacional de Arte Contemporânea, Frieze London 2017. O artista angolano Kiluanji Kia Henda está a participar do evento com a exposição de uma instalação com o tema: Sob o olhar silencioso de Lenine (Tradução em inglês Under the Silent Eye of Lenin), projecto vencedor do prémio Frieze
London 2017.

Em entrevista ao jornal diário online Observador, Kiluanji declara que o projecto exposto na feira consiste numa instalação de duas partes, inspirada no culto do marxismo-leninismo no período pós-independência de Angola. O artista faz um paralelismo entre esse culto, e as práticas de feitiçaria durante a guerra civil no país, aplicando também narrativas de ficção científica usadas durante a Guerra Fria entre as então superpotências mundiais dos Estados Unidos e União Soviética. A instalação pretende suscitar a reflexão sobre a ficção e o seu poder de manipulação como arma em situações de extrema violência.

A Feira Internacional de Arte Contemporânea, que reúne os melhores artistas do mundo, abriu nesta quarta-feira (5 de Outubro de 2017) oficialmente e vai decorrer até amanhã, 8 de Outubro, no Regent ́s Park (Londres). Nesta edição conta com a participação de 160 das
principais galerias do mundo. https://frieze.com/article/kiluanji-kia-henda-frieze-artist-award-2017

Kiluanji Kia Henda nasceu em 1979 em Luanda, onde reside e trabalha. É representado em
Angola pela Jahmek Contemporary Art, entidade patrocinadora do projecto do artista na Feira Frieze.

Em Maio deste ano, Kiluanji recebeu o prémio Frieze London (edição 2017). É portanto, o
primeiro artista africano a conquistar o referido prémio, disputado por artistas de mais de 82 países.

Em 2012, ganhou o Prémio Nacional da Cultura e Artes, outorgado pelo Ministério da Cultura de Angola, e em 2014 foi selecionado entre 100 Leading Global Thinkers pela prestigiada revista norte-americana Foreign Politics.

comentários facebook