Leila Lopes desabafa sobre preconceitos que viveu enquanto Miss Universo

0

Por: Edueni António

Numa conversa divertida com a actual representante da coroa de mulher mais bela do universo, a Miss Universo 2011, Leila Lopes abriu o jogo, falou da sua história e sobre os preconceitos que sofreu ao longo da sua trajectória, na live que aconteceu na noite de ontem com Zozibini Tunzi, nas plataformas do Miss Universo.

A Miss universo 2011, que mais tempo permaneceu no mandato (Leila Lopes), conta que o seu reinado foi um pouco perturbador, tudo por conta de ataques racistas que sofreu, frisando que, na altura, em 2011, apenas o Facebook e Twitter estavam literalmente no activo, em massa e, como Miss, tinha que estar nestas redes sociais para interagir com o público, porém, sempre que surgisse para o diálogo, deparava-se com insultos racistas do tipo:  “Macaca”, “Volta à tua selva” etc…

A angolana revelou, ainda, que enquanto Miss Universo, tinha a missão de cumprir com as responsabilidades que, no momento, tinham sido atribuídas e, acima de tudo, abrir portas para as oportunidades que o futuro lhe reservava.

“Precisava fazer campanhas e actividades solidárias, uma vez que a organização do Miss Universo é sem fins lucrativos. O Miss Universo tem parceria com uma empresa patrocinadora de produtos para cabelos e biquínis. Lamentavelmente, não fui aceite por eles porque alegaram que o meu cabelo era ruim para os produtos deles.” revelou Leila.