Marca de calçado português, feita de plásticos recolhidos do oceano.

Marca de calçado português, feita de plásticos recolhidos do oceano.

COMPARTILHE
A A A

 

Não é surpresa que existe uma maior procura no que diz respeito a produtos sustentáveis. No caso, falamos da Zouri que não utiliza nenhum material de origem animal e que surgiu da paixão da fundadora, Adriana Mano, pela preservação da natureza e o amor pelos oceanos.

O conceito da Zouri passa pela valorização do lixo plástico marinho, como matéria-prima na produção de calçado, evitando assim o seu depósito e acumulação nos oceanos.

tenis

Isso é possível uma vez que a marca tem como parcerias várias organizações públicas (onde o acordo consiste em que todo o lixo plástico apanhado pelos agentes de recolha seja depositado em contentores Zouri, para levantamento posterior) e organizações não-governamentais que através de voluntários ajudam na limpeza das praias do Norte de Portugal. Graças a este movimento foi possível, em apenas um ano, recolher uma tonelada de lixo das praias portuguesas.

Os materiais utilizados pela marca baseiam-se em: PINATEX, um couro ecológico macio e flexível que é facilmente tingido e não poluente, feito a partir de fibra de folhas de abacaxi, algodão orgânico certificado e borracha natural com plástico reciclado do oceano em que o látex natural funciona como aglomerador para a produção da sola plástica (proveniente das recolhas).

Um par pode rondar as 60 gramas de plástico, o que equivale a 5/6 garrafas de plástico. Todos os materiais são sustentáveis, orgânicos e naturais e a marca quer manter o seu posicionamento único e inovador, por não utilizar qualquer tipo de microfibras, pele ou materiais sintéticos.

Os modelos são intemporais, tanto com cores neutras como com cores irreverentes, todos feitos à mão, o que torna cada para mais especial.

No site da marca podes comprar online.

E no link da revista podes ficar a conhecer melhor o ADN desta marca sustentável.

 

ZOURI

comentários facebook