Miss Universo 2011 pode perder a coroa

Miss Universo 2011 pode perder a coroa

COMPARTILHE
A A A

O reinado de Leila Lopes foi ameaçado nessa quarta-feira (14), após alegações de que a Miss Angola teria apresentado documentação falsificada para participar do concurso que elege a mulher mais bonita do mundo.

 

 

De acordo com o site argentino “Infobae”, um organizador do Miss Angola, um homem com o nome de Charles Mukano, aparentemente falsificou um documento que ratifica sua participação no concurso de beleza em seu país de origem.

 

O departamento oficial de imprensa de Donald Trump nega que uma pessoa com o nome de Charles Mukano esteja envolvido na falsificação dos documentos que permitiu Leila Lopes participar e ganhar o Miss Angola/Reino Unido, título que lhe rendeu o a coroa do Miss Universo 2011.

 

 

 

A faixa de Miss Angola/Reino Unido só pode ser conquistada por mulheres angolanas que morem no Reino Unido e não em  Angola, como é o caso de Leila. Também se comenta que ela seria descendente de cubanos e que fala fluentemente espanhol, o que foi negado pela organização do concurso: “São rumores falsos e nunca escutamos falar em Charles Mukano”. Até então não houve nenhuma manifestação por parte de Leila.

 

 

 

A Posição da Platina Line é neutra em relação ao que  informa, mais quanto esta campanha, maldosa, e de impressa sensacionalista,  que varios jornais e sites tenhem vindo a   propagar ,  por que  A vencedora do Miss Universo  é Angolana e africana, e pior ainda Negra,   tomamos  uma posição de verdade, e transparência.

 

Essas noticias,  mostram a falta de ética e profissionalismo desses órgãos., analisando a nota acima,  apenas acertaram o nome de Charles Mukano,  mais devemos lembrar, que Leila Lopes estuda ou fazia formação sim Londres( Inglaterra)   documentos escolares e residenciais atestam isso,  ela passou a morar em Luanda apos vitória no Miss Angola,  e senhor Charles Mukano  não é organizador do Miss Angola, mais sim do Miss Angola no reino Unido,  finalizando abordando a origem dos pais da Miss Universo, nunca foi colocado em causa,  pela organização  e nem  é  requisito para ser Miss Universo ou de Angola, para isso basta ser Angolana de nacionalidade, e ela muito mais do que isso è Angolana de nascença e de nacionalidade.

 

Apoiamos a atitude do Senhor Donald Trump e do Miss universo, que não se deixam levar por essas atitudes,  nada éticas de órgão de impressa, como esses.   quanto aos angolanos e mundo so resta rir e celebrar a vitória do talento e da capacidade da Nossa Miss Universo.  

comentários facebook