Multinacional angolana de telecomunicações inaugurou Data Center Angonap Fortaleza TIER III”

Multinacional angolana de telecomunicações inaugurou Data Center Angonap Fortaleza TIER III”

COMPARTILHE
A A A

A multinacional angolana de telecomunicações, Angola Cables, anunciou a entrada em operação do seu data center neutro Angonap Fortaleza Tier III, em Fortaleza, Brasil, um evento assistido pelo Governador do Estado do Ceará, Camilo Santana, o Ministro das Telecomunicações e Tecnologias de Informação de Angola, José Carvalho da Rocha e altos funcionários da Angola Cables. Este data center foi projectado para o Nível III e atenderá a crescente demanda na transmissão de dados de conteúdo no hemisfério sul.

O Angonap Fortaleza Tier III passa a ser o principal ponto de interconexão da região, um ponto directamente ligado a dois novos cabos submarinos intercontinentais, o SACS (Sistema de Cabos do Sul do Atlântico) e o Monet. A estrutura está habilitada para suportar outros sistemas de cabos submarinos, provedores de backhaul, provedores de conteúdo, CDNs, incluindo pontos de troca de pesquisa e académicos na América Latina. Esse ponto de interconexão também permitirá que entidades africanas desenvolvam negócios em diferentes regiões do Brasil, América Latina e EUA.

“A instalação Angonap Fortaleza Tier III tem grandes vantagens e benefícios para CDN, IXP’s, OTTs, bem como para operadoras de telecomunicações nacionais e internacionais, e provedores de conteúdo que buscam ampliar e expandir seu alcance global e a oferta de produtos do Brasil para o mundo”, diz António Nunes , Angola Cables CEO.

Localizado num dos hubs de cabos submarinos mais importantes da América do Sul, o Angonap Fortaleza Tier III é fortemente vantojoso pela sua neutralidade, que lhe permite acolher todos os cabos que se queiram hospedar nele. Este fornecerá vários serviços de conexão para as operadoras ou empresas com grandes necessidades de serviços de dados de alta capacidade na realização das suas actividades, sobretudo aquelas que têm as suas operações essencialmente baseadas na Internet e em tecnologia.

Cconcluído o data center, está agora aberto para negócios e oferece serviços de escalabilidade, conectividade contínua, hospedagem e Cloud para entidades locais e externas.

“O nosso investimento no Angonap Fortaleza é importante para avançar e expandir os nossos horizontes de negócio. Este é o primeiro ponto de conectividade neutra no Parque Tecnológico da Praia do Futuro, em Fortaleza” disse António Nunes.
“Outros sistemas de cabos e clientes terão a opção de hospedar os seus dados ou conteúdo via serviços de Cloud, ou directamente no data center, com a oportunidade de promover os seus negócios nos mercados mundiais por meio da nossa conexão através do SACS, com latência ultrabaixa”, diz Nunes.

“Isso tem muitas vantagens não apenas em atender a crescente demanda por conteúdo na economia digital global, mas vai melhorar os links para comércio, cooperação intergovernamental e a aprendizagem académica em ambos os lados do Atlântico e além” conclui.

De propriedade e operado pela Angola Cables, o data center ocupa actualmente uma área de 2 100m2 (Fase 1), com uma área total de 9 000m2 disponível para futura expansão. A instalação tem uma capacidade de redundância de energia de 12,5 MVA e actualmente possui 1 000 racks escaláveis , oferecendo aos clientes um padrão de disponibilidade de serviço de 99,98%.

Sobre a Angola Cables

A Angola Cables é uma multinacional de telecomunicações angolana fundada em 2009, a operar no mercado grossista e tem como negócio a venda de capacidade de transmissão internacional através de cabos de fibra óptica submarinos e IP Transit. O SACS, Monet e o WACS são os três sistemas de cabos submarinos operados pela Angola Cables, que conectam quatro regiões (América do Sul, América do Norte, África e Europa). A Angola Cables gere o Angonix, um Ponto de Intercâmbio na Internet localizado em Luanda e o terceiro maior em África. A Angola Cables também gere dois centros de dados: Angonap Fortaleza, em Fortaleza (Brasil), ligado ao SACS e o Monet. Igualmente, de forma neutra, opera o data center Angonap Luanda, ligado ao SACS e WACS.

805A5168 (1)

comentários facebook