Multinacional angolana de telecomunicações inicia operação de IP no Brasil e apresenta...

Multinacional angolana de telecomunicações inicia operação de IP no Brasil e apresenta solução de partilha de espectro

COMPARTILHE
A A A

Multinacional angolana de telecomunicações inicia operação de IP no Brasil e apresenta solução de partilha de espectro Angola Cables participa do encontro entre provedores de telecomunicações no Brasil, onde anunciou o arranque das suas operações de IP na maior economia da América Latina e o seu novo modelo comercial de capacidade por partilha
de espectro. Esta é a 10ª Edição da ABRINT e decorre em São Paulo, reunindo os maiores players do sector no continente sul americano.

Luanda, 10 de Junho de 2018: A multinacional angolana de telecomunicações, Angola Cables, anunciou, durante a abertura da 10ª edição da ABRINT (Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações), evento que reúne anualmente os maiores players do sector no continente sul americano, que arrancou recentemente as suas
operações de IP no Brasil, alargando assim a sua rede de peering.

A ABRINT decorreu no Estado de São Paulo, Brasil, entre 5 e 7 de Junho, um encontro onde os provedores de serviços de telecomunicações analisam perspectivas de desenvolvimento e do sector. A presença da multinacional angolana neste evento traduz a importância da sua infra-estrutura no ecossistema internacional de telecomunicações.

A mutinacional aproveitou o evento para destacar os benefícios que estão a ser gerados pelo Monet para os stakeholders do sector no continente  Americano, tendo avançado que, “com a conclusão deste circuito está a ser possível disponibilizar ao mercado a capacidade por partilha de espectro, que além de altas capacidades de transmissão de tráfego de dados para os utilizadores da nossa rede, está a possibilitar uma gestão integral da sua rede”

disse Artur Mendes, director comercial da Angola Cables. Explica que “com a possibilidade de partilha de espectro, podemos oferecer aos grandes players um serviço diferenciado, co mo as fibras ópticas virtuais”. Por sua vez o desenvolvimento nas operações de IP está a optimizar a performance da rede, a reduzir a latência e a garantirmaior oferta de conectividade ao mercado. Além de São Paulo e Fortaleza, no Brasil, a Angola Cables possui, actualmente, pontos de presença dentro dos maiores Pontos de Troca de Tráfego do mundo, nomeadamente: Lisboa, Londres, Frankfurt, Amsterdão, Marselha, Madrid, Cidade do Cabo e Joanesburgo

comentários facebook