Músico Landrick homenageia mãe no CD estreia e autografa álbum na praça...

Músico Landrick homenageia mãe no CD estreia e autografa álbum na praça da independência

COMPARTILHE
A A A

O músico angolano Landrick homenageou a sua falecida mãe no seu primeiro CD intitulado “Zolana”, que está disponível ao público a partir deste sábado (9), em Luanda.

O cantor realizou a venda e sessão de autógrafos no Largo da Independência, na capital do país, e de acordo com o músico, a sua mãe influenciou muito a sua vida pessoal e apoiou a carreira artística, sendo uma referência na sua vida.

Visivelmente emocionado, Landrick frisou que o CD “Zolana”, lançado pela produtora Bom Som, é uma singela homenagem à sua mãe, falecida em 2014, pelo apoio que deu na sua formação académica e na sua carreira artística.

Agradeceu ainda o apoio dos músicos Anselmo Ralph, Titica, Wayne Fava e Jester Joker, por participarem do CD, bem como dos seus familiares e amigos de infância, por terem acreditado nas suas qualidades artísticas.

Fez saber ainda que o álbum comporta mais de 10 músicas com mensagens de amor, gratidão, entre outros assuntos, tocadas nos estilos kizomba e o soul music.

Numa primeira tiragem, foram publicadas 7. 500 cópias do disco, que conta com a participações dos músicos Anselmo Ralph e Filho do Zua.

Lando Ndombele, conhecido nas lides musicais como Landrick, nasceu no município do Cazenga, em Luanda, ao 11 de Novembro de 1989.

Filho de mãe comerciante e pai professor e fotógrafo, Landrick tem quatro irmãos mais novos.

PL174963 PL174964 PL174965 PL174972 PL174974 PL174975 PL174992 PL174998 PL175003 PL175004 PL175007 PL175009 PL175010 PL175011 PL175012 PL175022 PL175025 PL175026 PL175033 PL175046 PL175062 PL175064 PL175068 PL175069 PL175076 PL175077 PL175079 PL175082 PL175086 PL175089 PL175092 PL175093 PL175099 PL175100 PL175105 PL175109 PL175110

Conclui o ensino médio no Instituto Médio Industrial de Luanda (IMIL) e continuou a sua formação na Namíbia, onde gravou dois singles “Passaporte para o teu coração” e “Me agarra só no uhm”.

Landrick começou a cantar com 13 anos de idade, por influência de tios e primos, actualmente os seus sucessos são ouvidos e dançados em vários países como Namíbia, África do Sul, Portugal, Suíça, além de Angola.

comentários facebook