O Discurso do Rei' é o grande vencedor do Oscar 2011

O Discurso do Rei' é o grande vencedor do Oscar 2011

COMPARTILHE
A A A

Actores galardoados na 83ª edição dos Prémios da Academia (EPA/Paul Buck)

«O Discurso do Rei» foi o vencedor da noite dos Óscares ao arrecadar quatro estatuetas douradas, incluindo as mais cobiçadas – Melhor Filme e Melhor Realizador. O filme de Tom Hooper, que conta a história de gaguez do rei George VI, venceu também nas categorias de Melhor Actor (Colin Firth) e Melhor Argumento Original (David Seidler), mas acabou por ficar muito longe das 12 nomeações que levava à partida. 

Também com quatro Óscares, o filme «A Origem», de Christopher Nolan, acabou por estar no top dos vencedores. Venceu o Óscar para Melhores Efeitos Visuais, Melhor Edição de Som, Melhor Mistura de Som e Melhor Fotografia. As três primeiras de ordem técnica, com menor prestígio. Mas tinha oito nomeações.

Nesta edição, os Óscares para a representação não trouxeram surpresas. Natalie Portman venceu na categoria de Melhor Actriz pelo seu papel em «Cisne Negro» – o único que o filme acabou por receber dos cinco para que estava nomeado. Colin Firth recebeu a estatueta para Melhor Actor. Nos papéis secundários, Melissa Leo e Christian Bale – ambos do elenco de «The Fighter – Último Round», levaram os Óscares.

O filme dos irmãos Joel e Ethan Coen – «Indomável» – era o segundo mais nomeado e acabou por sair como chegou: sem nada. O nome Coen (só ele estava em três categorias) não foi ouvido esta noite e a única relação (indirecta) com o western foi quando Jeff Bridges apresentou o Óscar de Melhor Actriz.

Também «127 Horas» esteve num plano idêntico. Além de James Franco ter ficado pela nomeação e apresentação da cerimónia, mais nenhuma novidade esteve ligada ao filme de Danny Boyle. «127 Horas» entrava como quinto filme em nomeações e também nada.

Num plano intermédio entre os números de nomeações e os Óscares ganhos estão «A Rede Social», «The Fighter – Último Round» e «Cisne Negro». Todos tinham entre oito e cinco nomeações e ganharam poucos prémios, mas todos também ganharam Óscares importantes.

Se há uma conclusão a retirar da 83ª cerimónia de atribuição dos Óscares da academia de Hollywood, é que não houve um vencedor esmagador nem surpresas de maior. Não fosse o palavrão de Melissa Leo e o bom momento de humor de Billy Crystal e quase não haveria história para contar.

Na apresentação, Anne Hathaway e James Franco prestaram-se ao papel de par jovem e bem-disposto, mas na maratona de 24 prémios não houve tempo para os clássicos momentos de humor de outros tempos. Franco, que estava nomeado para Melhor Actor, ainda se vestiu de drag queen Marilyn Monroe e foi tweetando alguns momentos de bastidores, mas de Anne só se viu o sorriso largo e uma piada inicial sobre as actrizes de outros tempos. Aquelas quebastava despirem-se num filme para serem nomeadas nos Óscares – uma alusão ao filme «O Amor é o Melhor Remédio», onde aparecia sem roupa. 

Veja então os filmes ganhadores e perdedores da 83ª edição dos Óscares:

12 nomeações: «O Discurso do Rei»: 4 óscares
10 nomeações: «Indomável»: 0 óscares
8 nomeações: «A Origem»: 4 óscares
8 nomeações: «A Rede Social»: 3 óscares
7 nomeações: «The Fighter – Último Round»: 2 óscares
6 nomeações: «127 Horas»: 0 óscares
5 nomeações: «Cisne Negro»: 1 óscar
4 nomeações: «Toy Story 3»: 2 óscares
4 niomeações: «Despojos de Inverno»: 0 óscares
3 nomeações: «Alice no País das Maravilhas»: 2 óscares
2 nomeações: «Harry Potter e os talismãs da Morte – Parte 1»0 óscares»
2 nomeações: «Como Treinares o Teu Dragão»: 0 óscares

Filmes que ganharam o Óscar a que concorreram: «The Lost Thing», Melhor Curta de Animação; «In a Better World», Melhor Filme Estrangeiro; «O Lobisomem», Melhor caracterização; «Strangers No More», Melhor Curta Documental; «God of Love», Melhor Curta e «Inside Job – A Verdade da Crise», Melhor Documentário.
83ª edição dos Prémios da Academia (EPA/Mike Nelson)
Jennifer Hudson83ª edição dos Prémios da Academia (EPA/Andrew Gombert)
Jennifer Redfearn na 83ª edição dos Prémios da Academia (EPA/Andrew Gombert)Cheryl Hines na 83ª edição dos Prémios da Academia (EPA/Andrew Gombert)
Jennifer Lawrence na 83ª edição dos Prémios da Academia (EPA/Andrew Gombert)
Wolfgang Puck na 83ª edição dos Prémios da Academia (EPA/Andrew Gombert)Wolfgang Puck na 83ª edição dos Prémios da Academia (EPA/Andrew Gombert)

comentários facebook