O Estudante

COMPARTILHE
A A A

Excelência, Doctor, Mestre, PHD, Professor etc. penso ser assim que gosta de ser tratado, sei o quão valoriza os títulos que ostenta como forma de impor-se na sociedade. Antes demais espero que esteja bem e a gozar de boa saúde e disposição, este desejo é extensivo a toda sua família, amigos e colaboradores, é bom que assim seja para que continue a desempenhar as suas funções com elevado zelo e manter-se entre as “100 melhores universidades de África e do mundo”, sabemos que isto é mentira porque estar neste raking não refleti a qualidade de ensino interna e nem sei como fomos lá parar, desejo mesmo que esteja bem, sob pena de ficar ausente e estar nem aí com a instituição para levar o cão ao veterinário e chegar sempre na universidade no horário de saída.

Prezado, eu sou O ESTUDANTE, falo em nome de milhares que tal como eu pagam as suas propinas a tempo e hora, mas quando atraso, pago com as devidas multas, nem mesmo a má situação económica que o país enfrenta o senhor diminuiu a sua mão pesada e olho grande sobre nós, podera, a culpa também não é sua por isso apertas para que ninguém mesmo mexa no seu prato, por isso estas nem aí com as alunas que têm de abrir o livro para garantir a mensalidade, sem maldade senhor reitor. Não tem sido fácil manter-se na sua instituição, enfrentamos várias situações que o senhor dirigi e sem qualquer voz, nem mesmo a nossa mensalidade que lhe garante o salário tem peso, só Deus sabe o quão doloroso tem sido lidar com esta realidade todos os dias, só Deus sabe o quão dificil é quando chega a hora de vir a sua magna instituição, só Deus sabe a ânsia torturante de sair quando lá estou, só Deus sabe o inferno que é a secretaria da universidade que nunca tem informação nenhuma e os doctores que lá atendem meu Deus, enfim, até para saber daquele documento que dei entrada ao gabinete do senhor reitor a muito tempo, tenho de aguardar 8h ou ir tentando a sorte como tem sido, ou mesmo madrugar as 5h para estar entre os primeiros ou garantir 200 kz ao segurança para colocar o nome na lista e não perder o lugar, so para ouvir um SIM ou NÃO, só Deus senhor reitor, só Deus… O senhor até saberia, mas o facto de gerir a universidade a distância ou mesmo no seu gabinete que mais se parece uma suíte presidencial que certamente de tanto conforto lhe provoca sono, impede-lhe de estar por dentro das reais situações e problemas que afectam e infectam os seus estudantes, o senhor até saberia se metade da sua família, mais a família dos seus familiares que tambem trazem os seus parentes e amigos, não bumbassem aqui, porque na hora de cobrar responsabilidades, mãozinha no ombro e que fica tudo entre família, isto é um verdadeiro arroz com feijão.

Senhor reitor, quando decidi fazer a universidade, foi para buscar mais conhecimento visando alcansar uma melhor posição social e desempenhar com mestria as minhas funções enquano funcionário ou empreendedor, mas quando entrei na sua universidade senhor reitor, fiquei tão triste ao perceber que acabar com as obras da instituição era a maior prioriodidade e não a qualidade de ensino, fiquei triste ao perceber que o quadro de docente, era mesmo uma “do” que só “cente” quem está “drento”, em alguns casos, até funcionários da secretaria bumbam feito agentes do SINSE sob o disfarce de docentes, contrataram uns kotas com visibilidade na tv para tapar o buraco no quadro de “dosentis” e assim enganar a comunidade estundantil sobre o vosso compromisso com a nossa formação, nós demos conta do recado senhor reitor, não dissemos nada porque o objectivo passou a ser outro, tirar o canudo e sair voado.

Senhor reitor, hoje fui um pouco generalista mas não me vou alongar, a partir da próxima carta prometo ser mais específico, espero que não se zangue, mas esta foi a única maneira que encontrei de lhe colocar a par dos nossos problemas, porque audiência com o senhor? É preciso ciência, tudo morre na coordenação.

            Para não cansar a beleza do senhor reitor, hoje fico por aqui, na esperança de voltarmos a nos encontrar aqui, na próxima segunda – feira. Não aguardo qualquer diferimento, simplesmente espero que nos possamos encontrar aqui e que o senhor leia esta carta, é mesmo para si. Um abraço.

LUANDA, 05 DE JUNHO DE 2017

ATENCIOSAMENTE

O ESTUDANTE

comentários facebook