Os 10 bilionários que mais doaram para a caridade

Os 10 bilionários que mais doaram para a caridade

COMPARTILHE
A A A

São Paulo – Quando sua filha Max nasceu, Mark Zuckerberg comprometeu-se a doar 99% de suas ações no Facebook, que valem cerca de 45 bilhões de dólares, no decorrer da sua vida.

O valor será doado ou investido em projetos nas áreas de saúde, tecnologia e educação. Mas ele e sua esposa, Priscilla Chan, não são os únicos bilionários que doam grandes quantias.

Anualmente, a Forbes ela publica uma lista com aqueles que deram mais dinheiro de suas fortunas para projetos de caridade.

A lista é montada em parceria com o Philanthropic Research Institute e considera apenas o valor que foi de fato usado no ano passado, excluindo depósitos em instituições de caridade, diferente do levantamento no ano anterior.

Warren Buffett, terceiro homem mais rico do mundo, foi o mais caridoso no ano passado, segundo a Forbes. Veja nas imagens os 15 bilionários mais caridosos.

 

 

1 – Warren Buffett

Valor doado em 2014: US$ 2,8 bilhões

Valor total doado na vida: US$ 22,7 bilhões (37% da sua fortuna)

Terceiro homem mais rico do mundo, o mega investidor Warren Buffett é presidente do conglomerado Berkshire Hathaway. Ele se comprometeu a doar 99% de sua fortuna em vida e, em 2014, doou 2,1 bilhões de dólares para a Gates Foundation, gerenciada pelo próximo casal da lista.

Buffett e Gates criaram, há cinco anos, a Giving Pledge (“promessa de doação”), que incentivou mais de 190 pessoas a doarem pelo menos metade de sua fortuna, em vida ou na morte.

 

2 – Bill e Melinda Gates

Valor doado em 2014: US$ 1,3 bilhão

Valor total doado na vida: US$ 31,5 bilhões (41% de sua fortuna)

O casal formado pelo fundador da Microsoft, Bill Gates, e sua esposa, Melinda, são os bilionários que mais oferecem dinheiro para a caridade no mundo e suas doações no ano passado os colocam em segundo lugar na lista.

A instituição de filantropia Gates Foundation beneficia movimentos pela redução da fome, pobreza e doença. Eles têm projetos que englobam desde a agricultura na África até construções para necessitados no estado de Washington. Ano passado, investiram no combate a doenças como poliomielite, HIV, malária e tuberculose.

 

3 – George Soros

Valor doado em 2014: US$ 733 milhões

Valor total doado na vida: US$ 11,4 bilhões (47% de sua fortuna)

George Soros é um empresário e investidor húngaro-americano. Hoje, ele é presidente de um fundo de investimentos que leva o seu nome e presidente da Open Society Institute. 

A sua fundação doou 277 milhões de dólares na promoção de direitos humanos, com iniciativas para ajudar imigrantes, mulheres e pessoas com deficiência. Segundo a Forbes, ele também doou uma grande quantia para proteger a liberdade de imprensa.

 

4 – Michael Bloomberg

Valor doado em 2014: US$ 462 milhões

Valor total doado na vida: US$ 3,7 bilhões (10% de sua fortuna)

Depois de um mandato como prefeito de Nova York, Michael Bloomberg voltou à companhia de dados e análise de mercado que leva o seu nome no início deste ano.

Um dos braços da empresa é a sua fundação de caridade. Ela atua em artes, educação, organizações locais e sustentabilidade e recentemente lançou um programa de 53 milhões de dólares para recuperar a população de peixes no Brasil, Filipinas e no Chile.

 

5 – Chuck Feeney

Valor doado em 2014: US$ 434 milhões

Valor total doado na vida: US$ 7 bilhões

Co-fundador do centro de compras Duty Free, hoje Chuck Feeney é filantropo e doou praticamente toda sua fortuna. Ele é um dos ídolos de Warren Buffett e Bill Gates exatamente por sua generosidade. Não possui imóveis e carros em seu nome e que costuma usar relógios simples, que não custam mais que 15 dólares.

Feeney também fundou instituições acadêmicas e de pesquisa e assiste esforços para abolir a penalidade de morte, melhorar a igualdade racial e aumentar cuidados para idosos.

6 – Família Walton

Valor doado em 2014: US$ 375 milhões

Valor total doado na vida: US$ 5,3 bilhões (4% de sua fortuna)

No ano passado, a família fundadora do Walmart doou mais de 200 milhões de dólares para melhorar educação infantil. Conservação ambiental e instituições de caridade no Arcansas, cidade onde a rede de supermercados começou, também foram foco de suas doações.

7 – James e Marilyn Simons

Valor doado em 2014: US$ 331 milhões

O matemático James Simons e sua mulher, Marilyn, controlam a Simons Foundation, que celebrou seu 20º aniversário no ano passado. A fundação desenvolve pesquisas em matemática e outras áreas de ciêncis. O casal também doou milhões para pesquisas em autismo.

Simons estudava reconhecimento de padrões na matemática e criou o fundo de investimentos Renaissance Technologies, que chegou a ter mais de 25 bilhões de dólares em ativos sob gestão.

 

8 – Hansjoerg Wyss

Valor doado em 2014: US$ 228 milhões

Valor total doado na vida: US$ 793 milhões (13% de sua fortuna)

Hansjoerg Wyss é um empresário suíço. Em 2012, ele vendeu a fabricante de produtos médicos Synthesis para a Johnson e Johnson, por 20,2 bilhões de dólares.

Depois disso, passou a se concentrar na instituição de caridade que leva seu nome, com quase 2 bilhões de dólares em ativos.

No ano passado, doou 134 milhões de dólares para restaurar uma grande área florestal, nos estados de Montana e Washington, além de doações para duas universidades suíças.

 

9 – Gordon e Betty Moore

Valor doado em 2014: US$ 220 milhões

Valor total doado na vida: US$ 2,8 bilhões (45% de sua fortuna)

Outra fundação de um casal de milionários figura na lista da Forbes. Criada em 2000, a Gordon & Betty Foundation quer “trazer resultados positivos para gerações futuras pelo mundo e em casa, em San Francisco”, principalmente nas áreas de ciências e preservação ambiental.

Gordon, um dos criadores da Intel, doou outra fatia de 30 milhões de dólares para a construção de um telescópio de 30 metros, o mais poderoso do mundo. 

 

10 – Eli e Edythe Broad

Valor doado em 2014: US$ 202 milhões

Valor total doado na vida: US$ 4,1 bilhões (55% de sua fortuna)

Eli Broad construiu sua fortuna em construção civil e no setor de seguros. Hoje, ele está focado em filantropia e arte, junto de sua esposa, Edythe. A fundação Broad é focada em educação, ciências e artes e possui ativos no valor de 2,1 bilhões de dólares. Uma de suas principais atuações é em projetos de construção e arquitetura em Los Angeles.

No ano passado, o casal ajudou a expandir a Michigan State University. Em 2015, começaram a construir um museu em Los Angeles para expor sua coleção particular de mais de 2.000 obras de arte. 

 

 

 

 
 

comentários facebook