Os artistas com mais indicações no Grammy Awards 2013

Os artistas com mais indicações no Grammy Awards 2013

COMPARTILHE
A A A

Jay-Z, rapper

Jay-Z

O rapper Jay-Z foi um dos destaques desta edição do Grammy, com seis indicações. Ao longo de sua carreira, ele vendeu cerca de 50 milhões de discos e venceu 14 Grammy, além de outros prêmios musicais.

 

Categorias: Melhor performance de rap (por “N****s In Paris”, com Kanye West), melhor performance de rap (por “I Do”, com Young Jeezy e André 3000), melhor colaboração rap/sung (por “No Church In The Wild”, com Kanye West, Frank Ocean e The-Dream), melhor colaboração rap/sung (por “Talk That Talk”, com Rihanna), melhor música de rap (por “N****s In Paris”, com Kanye West) e melhor vídeo de curta duração (por “No Church In The Wild”, com Kanye West, Frank Ocean e The-Dream).

 

Kanye West

O polêmico Kanye West é outro rapper que se deu bem nessa edição do Grammy, sendo indicado em seis categorias. O sucesso não foi repentino. Durante anos de trabalho, ele se tornou um dos mais bem-sucedidos artistas dos Estados Unidos, tendo alcançado a marca de 30 milhões de músicas digitais do país. Entre outros prêmios, ele já venceu nada menos do que 18 Grammys e pode angariar mais alguns agora.

Categorias: Melhor performance de rap (por “N****s In Paris”, com Jay-Z), melhor performance de rap (por “Mercy”, com Big Sean, Pusha T e 2 Chainz), melhor colaboração rap/sung (por “No Church In The Wild”, com Jay-Z, Frank Ocean e The-Dream), melhor música de rap (por “Mercy”, com Big Sean, Pusha T e 2 Chainz), melhor música de rap (por “N****s In Paris”, com Jay-Z) e melhor vídeo de curta duração (por “No Church In The Wild”, com Jay-Z, Frank Ocean e The-Dream).

 

Dan Auerbach (The Black Keys)

Guitarrista e vocalista da banda The Black Keys, Dan Auerbach ganhou grande reconhecimento nesta edição do Grammy. Ao todo, ele recebeu seis nomeações em 2013. Em outros anos, o grupo conquistou três estatuetas.

Categorias: Gravação do ano (por “Lonely Boy”), álbum do ano (por “El Camino”), melhor performance de rock (por “Lonely Boy”), melhor música de rock (por “Lonely Boy”), melhor álbum de rock (por “El Camino”) e melhor produtor do ano, não-clássico.

Fun.

A banda Fun. é formada por Nate Ruess, Andrew Dost e Jack Antonoff, que começaram sua trajetória juntos em 2008. Esta é a primeira vez que recebem indicações no Grammy Awards e já começaram muito bem: com seis categorias, incluindo de artista revelação.

Categorias: Gravação do ano (por “We Are Young”, com Janelle Monáe), álbum do ano (por “Some Nights”), música do ano (por “We Are Young”, com Janelle Monáe), artista revelação, melhor performance pop de dupla/grupo (por “We Are Young”, com Janelle Monáe) e melhor álbum vocal pop (por “Some Nights”).

Mumford and Sons

Criada em 2007, a banda de rock folk Mumford and Sons nunca venceu nenhum Grammy, mas terá boas chances neste ano. O grupo conquistou seis indicações, incluindo a de álbum do ano. Os dois álbuns da carreira “Sigh No More” e “Babel” chegaram ao topo das paradas da Billboard, quando lançados, e renderam a eles prêmios como o Billboard Music Awards e o BRIT Awards.

Categorias: Álbum do ano (por “Babel”), melhor performance de rock (por “I Will Wait”), melhor música de rock (por “I Will Wait”), melhor álbum de música Americana (por “Babel”), melhor música para mídia visual (por “Learn Me Right”, do filme “Valente”) e melhor vídeo de longa duração (por “Big Easy Express”).

Frank Ocean

O cantor de R&B Frank Ocean foi outro agraciado com seis indicações ao Grammy. Sua carreira musical começou em 2007, mas seu primeiro álbum de estúdio só veio em 2011. Antes disso, ele escreveu diversas músicas para outros artistas interpretarem, como Justin Bieber, John Legend e Beyoncé.

Categorias: Gravação do ano (por “Thinkin Bout You”), álbum do ano (por “Channel Orange”), artista revelação, melhor álbum urbano contemporâneo (por “Channel Orange”), melhor colaboração rap/sung (por “No Church In The Wild”, com Jay-Z e Kanye West) e melhor vídeo de curta duração (por “No Church In The Wild”, com Jay-Z, Kanye West e The-Dream).

Miguel

A carreira do cantor Miguel começou em 2000, mas seu sucesso só chegou para valer em 2012, com o lançamento de seu segundo álbum “Kaleidoscope Dream”, que só na primeira semana vendeu 71 mil cópias, chegando ao terceiro lugar da lista Billboard 200. Agora, ele colhe mais frutos do seu talento, com cinco indicações ao Grammy.

Categorias: música do ano (por “Adorn”), melhor performance R&B (por “Adorn”), melhor música de R&B (por “Adorn”), melhor álbum urbano contemporâneo (por “Kaleidoscope Dream”) e melhor música de rap (por “Lotus Flower Bomb”)

 

 

 

 

 

comentários facebook