Presidente João Lourenço inaugura o Expoindústrias 2019

Presidente João Lourenço inaugura o Expoindústrias 2019

COMPARTILHE
A A A
O Presidente João Lourenço inaugurou a quarta edição do Expoindústria na Zona Económica Especial, na manhã desta quarta-feira, 9 de Outubro, acompanhado de uma delegação jamais vista em eventos de exposição a nível nacional, constituído por Ministros, Secretários de Estado, Governadores, Chefes de Departamentos, Representantes das Forças Armadas Angolanas e Policiais e outras entidades.
Acompanhado da Primeira-Dama da República, Ana Dias Lourenço, e do Vice-Presidente da República, Bornito de Sousa, o Chefe de Estado angolano visitou várias Stands, colhendo explicações através de opiniões, intenções e dificuldades dos empresários sobre os produtos e respectivas marcas expostas.
“A presença do Presidente da República e da maior parte do seu Executivo representa uma grande demonstração do Estado angolano no apoio e na sua preocupação em relação à indústria nacional”, disse o Presidente do Conselho Administrativo do Eventos Arena, Bruno Ricardo Albernaz.
 
Apesar de ser o primeiro dia da quarta edição do Expoindústria, o PCA do Grupo Arena salientou que “a diversidade das indústrias apresentadas nessa edição, desde a indústria transformadora, a de apoio à construção civil, o aumento de alguma percentagem da indústria de alimentação, a diversidade da montra nacional e o aumento da participação em relação ao ano passado, constituem um balanço positivo desta edição em relação às anteriores.”
Em relação ao número de empresas expositoras, “temos aproximadamente 250 participações directas e indirectas. Importa salientar que nós distribuímos quase 20 mil convites porque queremos que a feira tenha maior número de participações e maior número de relações B2B entre empresários, fornecedores e cliente final, portanto, a bilheteira é muito insignificante num orçamento que se tem para a preparação e montagem de um evento deste tipo”, salientou Bruno Albernaz.
 
Como se sabe, em eventos de exposição, algumas pessoas encontram a oportunidade de emprego, no entanto, Bruno Ricardo Albernaz acrescentou que “claramente que os jovens ao visitar esta feira e apresentarem os seus currículos às empresas presentes, podem encontrar soluções para aquilo que buscam, portanto, este não é bem o motivo da organização da feira, mas não deixa de ser uma oportunidade, pelo que nesta edição, conseguiu-se dispor ao público cerca de 400 postos de trabalho”, rematou.

 

comentários facebook