Professores do ensino de base beneficiam-se de seminário regional no âmbito do...

Professores do ensino de base beneficiam-se de seminário regional no âmbito do projecto “Meu Kamba”, em Benguela

COMPARTILHE
A A A

Aconteceu nesta segunda-feira, 13 de Março, o segundo seminário regional dirigido aos professores do ensino de base das escolas de Benguela e Cuanza Sul, no âmbito do projecto “Meu Kamba”, destinado ao uso das TIC’S (Tecnologia de informação e comunicação).

O “Meu Kamba” é um projecto cujo objectivo é familiarizar os alunos da 5ª e 6ª classe, com as tecnologias de informação e comunicação, tendo nas salas de aulas vários computadores a disposição, sendo um (1) computador para cada aluno com a supervisão dos professores e restrição aos conteúdos acessados.

O projecto apresenta-se como solução educativa completa para a educação e formação, com distribuição de equipamentos informáticos, infra-estruturas e instalações que conduzirão ao progresso da sociedade angolana, permitindo uma interação e envolvimento das famílias as TIC’s.

O seminário decorreu no Instituto médio industrial de Benguela e contou com a presença de personalidades como: Samuel Maleze, Director provincial da Educação, Ciência e Tecnologia, em Benguela, Francisco Xavier Pedro, Administrador do projecto “Meu Kamba”, o Jornalista Guelmo Cruz, professores e vários representantes de diversos órgãos de comunicação social.

De salientar que, o projecto “Meu Kamba” também constitui uma empresa que está presente em onze (11) províncias de Angola, através de 115 salas de aulas, 182 professores formados, 17 ações de formação, cuja vocação social da empresa é a inclusão digital na sociedade.

Acreditando no potencial intelecto das crianças angolanas, o Administrador do projecto, Francisco Pedro, concluiu: – “Nós, Meu Kamba, o Ministério da Educação e as direções províncias de educação do Cuanza Sul e Benguela, queremos acreditar que as crianças das referidas províncias possam competir em termos de modelos tecnológicos e pedagógicos de aprendizagem com as crianças de Washinton, Roma e outros países mais desenvolvidos”.

comentários facebook