De quarentena, Victor Hugo afirma: “Nosso mercado informal pode se tornar uma...

De quarentena, Victor Hugo afirma: “Nosso mercado informal pode se tornar uma expansão rápida da doença”

COMPARTILHE
A A A

Por: Stella Cortêz

A pandemia do coronavírus no mundo tem afetado a rotina de muitos angolanos residentes na diáspora, como é o caso do radialista Victor Hugo Mendes, que optou por trabalhar a partir de casa.

Entre as inúmeras preocupações de Victor Hugo está a questão dos mercados informais angolanos, que, na sua opinião, podem se tornar uma das vias mais rápidas e perigosas para a expansão da doença. “Muita gente não tem noção do perigo. Falta como informar até nas línguas nacionais e de forma agressiva”, disse.

O também apresentador de televisão e palestrante motivacional que actualmente vive em Lisboa, contou, em conversa com o PLATINALINE, que já está há 12 dias sem sair de casa e, nesse período, elaborou um programa com diversas actividades como ler, escrever e fazer a gestão dos seus trabalhos de comunicação online.

“Também tenho tido aulas de ginástica online e aproveito para ter aulas de mindset. Não tem sido fácil, mas essa é a forma como nos devemos comportar. Temos que estar em casa. Estou muito preocupado com a minha família que está toda aí em Angola, mas, mais do que isso, me preocupa a nossa vida social”, finalizou.

comentários facebook