Repórter Job Paiva quer contar uma história que fique entre as grandes...

Repórter Job Paiva quer contar uma história que fique entre as grandes reportagens angolanas

COMPARTILHE
A A A

Por: Vídia António

Revisão: CAnga Tomás

Um dos rostos mais notáveis do Zap News, o repórter Job Paiva disse que tem sido uma experiência muito boa trabalhar nesse programa, porque, diariamente, tem aprendido muito e sente-se orgulhoso por fazer parte da equipa do Melhor Programa de Entretenimento em Angola. “Tem sido uma experiência muito boa. Tenho aprendido com excelentes profissionais que tenho tido o privilégio de ter ao meu lado. Depois da formação académica, a melhor formação profissional que poderia ter é esta experiência.” Disse o repórter.

Job Paiva destacou ainda que a sua rotina de vida mudou muito após ganhar visibilidade através do maior espectáculo de televisão em Angola, devido à rotina do trabalho em si, porque, segundo Job, “ser repórter requer disponibilidade total em termos de horários, porque a dinâmica da profissão exige muito de mim, por isso tive que abdicar de algumas actividades porque não tenho muito tempo para as fazer”.

Paiva realçou ainda que trabalhar como repórter é a realização do seu sonho e explicou o por quê: “Trabalhar como repórter é a melhor realização dos meus sonhos. Ainda que seja como principiante, sinto que é apenas uma das facetas com as quais pretendo trabalhar. Espero ter uma longa carreira e ter a oportunidade de ter outras experiências. No entanto, a reportagem é fascinante, penso que, se me for permitido, nunca a deixarei completamente de lado; é um exercício que amadurece profissionalmente e simultaneamente como ser humano, pelas histórias que são conhecidas, dando ferramentas valiosas para se ter noções gerais muito importantes. E aprendi com o Daniel Nascimento, a melhor escola, em minha opinião, para outras áreas do universo televisivo”.

Durante a entrevista, Job referiu que o seu maior sonho como repórter é contar uma história que fique entre as grandes reportagens angolanas. Nessa altura, JP tem como maior dificuldade na profissão conciliar o trabalho com a sua vida pessoal, apesar de ter uma família que o apoia incondicionalmente, porque esta sabe que, desde mais novo, sempre teve o sonho de trabalhar em Comunicação Social.

comentários facebook