Silvia Lutucuta entre 13 Ministras africanas que lideram o combate à Covid-19

Silvia Lutucuta entre 13 Ministras africanas que lideram o combate à Covid-19

COMPARTILHE
A A A
{"source_sid":"0B4A8F70-C4FE-4B8B-B42C-0CE97FEE3A62_1586720233234","subsource":"done_button","uid":"0B4A8F70-C4FE-4B8B-B42C-0CE97FEE3A62_1586720233219","source":"editor","origin":"gallery"}

Silvia Lutucuta, Ministra da Saúde de Angola, tem se destacado com maior realce nos últimos tempos na luta contra a covid-19, uma doença do fórum respiratório, que tem assolado o mundo inteiro. A Ministra tem encabeçado um leque de profissionais do seu sector, “Saúde” e, diariamente, tendo em conta o seu comprometimento com a sociedade, participa nas reuniões da Comissão Interministerial e apresenta o relatório diário do sector, em particular, questões ligadas à pandemia covid-19, além das actividades de campo que tem participado, de formas a constatar “in loco” algumas situações, tanto as que assolam como as que beneficiam o sector da saúde no país.

De acordo com uma lista divulgada pelo Capital Business, além de Silvia Lutucuta, de Angola, na lista destacam-se ainda as seguintes Ministras da Saúde de África: Amna Nurhusein, da Eritreia; Fawziya Abikar, da Somália; Hala Zayed, do Egipto; Jacqueline Lydia Mikolo, da República do Congo; Léonie Claudine Sorgho, do Burquina Faso, Tadesse Gebremedhin, da Etiópia; Lizzie NKOSI, de Suazilândia; Maria Inácia Có Sanhá, da Guiné Bissau; Nazira Abdula, de Moçambique; Ruth Jane Aceng, da Uganda; Ummy Ally Mwalimu, da Tanzânia e Wilhemina Jallah, da Libéria.

comentários facebook