Síndrome do Ovário Poliquístico: conheça alguns truques que as mulheres devem ter...

Síndrome do Ovário Poliquístico: conheça alguns truques que as mulheres devem ter em conta para evitar esta doença

COMPARTILHE
A A A

Por: Iraneth da Cruz
Fonte: Msn Lifestyle

A Síndrome do Ovário Poliquístico afecta directamente o bem-estar e a qualidade de vida das mulheres. É uma doença endocrinológica que afecta uma em cada dez mulheres em idade produtiva e que é provocada por um desregulamento hormonal.

Na presença desta condição, os ovários deixam de ser capazes de produzir progesterona e estrogénio em quantidades adequadas e passam a produzir, de forma excessiva, testosterona, o que faz com que aconteça um crescimento de quistos.

Além do bem-estar das mulheres, a Síndrome do Ovário Poliquístico pode também comprometer a sua qualidade de vida, uma vez que os sintomas mais comuns incluem períodos menstruais irregulares com fluxos instáveis, ausência de menstruação (amenorreia), acne, excesso de pelos e obesidade.

Para atenuar as consequências desta condição, existem alguns truques que as mulheres devem ter em conta. Um deles, conta o site Food Matters, é o equilíbrio alimentar, devendo existir um controlo no consumo de proteína e hidratos de carbono. Estes dois macro-nutrientes devem ser consumidos diariamente em quantidades semelhantes, de forma a que os níveis de insulina se mantenham estáveis e, com isso, as hormonas fiquem reguladas.

Ter uma alimentação consciente e que inclua alimentos orgânicos, naturais e, sobretudo, nutritivos é igualmente importante, assim como dar preferência a alimentos com um baixo nível glicémico, uma vez que promovem uma maior saciedade e níveis de energia mais duradouros, evitando os picos de açúcar no sangue.

Como não poderia deixar de ser, a actividade física também é importante, especialmente nos períodos de maior dor. Um estudo feito pelo site acima citado indica que o treino de resistência consegue melhorar os níveis de insulina e, com isso, estabelecer um maior controlo das hormonas.

comentários facebook