Standard Bank apoia comunidade na Barra do Kwanza

Standard Bank apoia comunidade na Barra do Kwanza

COMPARTILHE
A A A

Estomatologia, Ortopedia, Pediatria e Clínica Geral foram algumas das consultas e análises médicas gratuitas feitas em mais de 100 pessoas da comunidade de Wacongo, na comuna do Barra do Kwanza, neste fim-de-semana. Uma iniciativa do Standard Bank de Angola (SBAO), em parceria com a associação Médicos Pela Vida, Cárie Not e outros médicos a título individual, inserida nas suas acções de responsabilidade social.

Falta de água potável, luz eléctrica, saúde, transporte e apoio para a agricultura são algumas das reclamações apresentadas pelos moradores desta comunidade.
“Vivemos do campo e cai pouca chuva. Para termos acesso a água nos deslocamos até ao rio que fica a cerca 3 km e, para a estrada principal são 12km. Não há transporte, a moto-taxi cobra 700 kz por cada pessoa”, lamenta Daniel Soma, presidente da comissão de moradores.

Comunidade Wacongo
Morador na comunidade há 25 anos, Daniel Soma, mostrou-se satisfeito com a iniciativa do SBAO e agradeceu afirmando que “este gesto vai ajudar a minimizar algumas dificuldades da comunidade que passa por várias necessidades básicas. Esperamos que esse processo não fique por aqui e que nos ajudem mais vezes”.
A acção permitiu transferir um paciente para uma das unidades hospitalares da capital, considerando o estado grave de saúde que apresentava, tendo sido operado de urgência graças a diligência evidenciada pelos médicos que abraçam a causa.
Para o SBAO, o apoio às comunidades carenciadas é imprescindível razão pela qual regulamente realiza acções de solidariedade junto das populações levando profissionais ao encontro daqueles que por vários motivos não têm acesso aos cuidados básicos de saúde.

Uma das alas de atendimento
O Standard Bank de Angola, possui no seu currículo de responsabilidade social, algumas acções regulares entre as quais o apoio a Luta contra o Cancro, em parceria com a Liga Angolana Contra o Cancro, a promoção de acções de saúde na comunidade com as associações Médicos Pela Vida e Cárie Not e a promoção de aulas de alfabetização, com a associação ABC Alfabetizar.

comentários facebook