UNITEL e IMPAL Assinam Memorando de Entendimento para Formação de Estudantes

UNITEL e IMPAL Assinam Memorando de Entendimento para Formação de Estudantes

COMPARTILHE
A A A

A UNITEL assinou hoje, 19 de Setembro, um Memorando de Entendimento com o Instituto Médio Politécnico Alda Lara (“IMPAL”) com objectivo de formar 20 estudantes do IMPAL em CCNA (Cisco Certified Network Associate), CCNP (Cisco Certified Network Professional) e o CCIE (Cisco Certified Internet Working Expert). Trata-se de certificações que são muito valorizadas no mercado profissional. Estes cursos combinam o treinamento técnico com o desenvolvimento de habilidades profissionais. Desta forma, os participantes no programa estarão melhor capacitados para o mercado de trabalho após a finalização dos seus estudos.

Em Outubro, terá início a primeira turma de 10 estudantes do IMPAL para num período de seis meses intensivos obterem treinamentos teóricos e técnicos na Academia UNITEL. A formação da segunda turma de 10 estudantes terá lugar em 2020.

 

Este é o segundo acordo do género que a UNITEL assina com instituições do ensino médio em Luanda. O primeiro foi com o Instituto Médio Politécnico Industrial de Luanda – IPIL (ex-IMIL) em 2018, que permitiu formar 10 estudantes que terminaram o curso em Junho de 2019, estando a decorrer a segunda turma de formação até Outubro de 2019.

 

Para a Directora Geral Adjunta para os Assuntos Corporativos da UNITEL, Eunice de Carvalho, “esta formação reflecte o compromisso da UNITEL com o desenvolvimento dos jovens angolanos. Oferece oportunidades duradouras de aprendizagem e carreira para os estudantes que procuram encontrar e desenvolver oportunidades recompensadoras de carreira, melhorar o seu futuro e das suas comunidades”. “Reconhecendo que o desenvolvimento de Angola exige a capacitação de todos os angolanos, a UNITEL pretende expandir estas formações para as restantes províncias a partir de 2020”, acrescentou.

 

Já o Director do IMPAL, Victorino Caculo, entende que a iniciativa da UNITEL é uma mais valia e fará com que os estudantes desenvolvam um espírito criador e empreendedor. “Sabemos que a prática é o critério da verdade, e nesta formação os estudantes terão a prática que lhes vai catapultar para o mercado de trabalho”, disse.

 

comentários facebook