Unitel promove ciclo de formação em Programação para Crianças e Jovens em...

Unitel promove ciclo de formação em Programação para Crianças e Jovens em Cabinda

COMPARTILHE
A A A

A Unitel, no âmbito da sua estratégia de Responsabilidade Social, está a promover desde segunda-feira, 10 de Junho, na província de Cabinda, a acção de formação gratuita em “Programação”, dirigida à 40 crianças e adolescentes do Instituto Politécnico Dom João II e do lar Betânia.
A iniciativa que vai até dia 14, sexta-feira, visa o empoderamento digital das comunidades e o desenvolvimento de competências em matéria de criação de jogos.
Durante cinco dias, os jovens, com idades compreendidas entre os 11 e os 16 anos, terão a oportunidade de aprender a criar e estruturar ideias de jogos, conceitos, documentos de design de jogos (GDD), instalar e entender a Interface, remodelar projectos, criar câmaras inteligentes, efeitos sonoros, entre outros. Terão ainda aulas teóricas, exercícios práticos e desenvolvimento de jogos em sala de aula.
Para a Directora Geral Adjunta para os Assuntos Corporativos da Unitel, Eunice de Carvalho, com esta iniciativa a empresa pretende contribuir para a inclusão digital dos jovens, pois “saber programar em um computador é considerada por especialistas da área de Informática como a habilidade do século 21.”
“Sabemos também que programar estimula a criatividade, o raciocínio lógico e matemático, a socialização, entre outros, permitindo assim reflexos positivos no percurso escolar dos participantes,” disse Eunice de Carvalho.
Para além do impacto imediato nos jovens, esta experiência deverá despertá-los para o mercado de trabalho no futuro, pois “o mercado dos jogos é um dos que mais crescem no mundo. As previsões dos especialistas são de que o desenvolvimento de jogos gerará mais 100 bilhões de dólares,” concluiu Eunice de Carvalho.
A acção de formação a decorrer na Mediateca móvel de Cabinda terá a duração de 40 horas, dividida em dois períodos do dia atendendo vinte alunos por sala.
Neste projecto, a Unitel conta com as parcerias da BukaApp e da Rede de Mediatecas de Angola.

Foto_3 Foto_4

comentários facebook