Vencedores do Prémio Nacional de Cultura e Artes recebem troféus

Vencedores do Prémio Nacional de Cultura e Artes recebem troféus

COMPARTILHE
A A A

Os nove vencedores do Premio Nacional de Cultura e Artes 2018 receberam sexta-feira, em Luanda, os galardões, numa cerimónia decorrida no Cine tropical.
O evento, aberto pelo grupo de canto coral Uni Piaget que entoou o hino nacional e alguns clássicos da música angolana, contou com as exibições de Kizua Gourgel, Euclides da Lomba, o eterno romântico Pedrito e Kiaku Kyadaff.

O Júri do Prémio Nacional de Cultura e Artes, edição de 2018, atribuiu este ano, pela primeira vez na história do concurso, uma Menção Honrosa a título póstumo ao professor Jaka Jamba, pelos seus feitos a nível da formação do novo cidadão angolano, agregando ao conhecimento o sentido de alteridade, o respeito e a valorização dos angolanos e angolanas, enquanto base do desenvolvimento humano e sustentável.

O júri distinguiu igualmente o poeta Viriato da Cruz, a título póstumo, na categoria de Literatura, Waldemar Bastos, na Música, Kidá, nas Artes Visuais e Plásticas, o grupo Nguizane Tuxikane, no Teatro, Sakaneno João de Deus, na Dança, Misael Filipe de Almeida, à título póstumo, no Cinema e Audiovisuais, Fidel Raul Carmo Reis, em Investigação em Ciências Humanas e Sociais, ao programa televisivo “Tudo e Mais”, no Jornalismo Cultural.

Em entrevista, Agostinho Cassoma do grupo Ngwizane txikane, disse que o prémio é um recado para que se trabalhe cada vez mais e um reconhecimento ao sacrifício que o grupo tem feito e que não irão parar de trabalha para o engrandecimento do teatro nacional.

Já o artista plástico Kidá disse que a gravura é muito pouco divulgada, e que é preciso um grande trabalho para que as pessoas conheçam esta modalidade das artes plásticas.

Segundo ele, falasse muito da pintura e da escultura é preciso falar mais da banda desenhada e da fotografia.

0,bd3cc1c6-054c-4066-b7d3-4897484e3cfb--r--NjQweDM0NQ== 0,b102bf6a-f6a1-423f-bfee-88550ec55a9e--r--NjQweDM0NQ== 0,1720173a-6848-461a-97e0-e02b1d542aa2--r--NjQweDM0NQ== 0,3346cb57-cab9-406b-b0fd-eca05f0f9404--r--NjQweDM0NQ== 0,264ab7f4-5f09-44ce-a60b-214f135fd9e3--r--NjQweDM0NQ== 0,98fb5539-5e31-4f4a-99bb-6e6fa35681a9--r--NjQweDM0NQ== 0,6b036949-bd78-4f59-bb0a-4d0b0dc01290--r--NjQweDM0NQ== 0,6c94cb15-fee8-49c9-876c-7eace4679265--r--NjQweDM0NQ== 0,f495ff47-ba8b-485a-b740-7208173948c3--r--NjQweDM0NQ== 0,1fd316fb-df7a-44b0-afa3-e74a0ca91df2--r--NjQweDM0NQ==

O Professor de dança Sakaneno João de Deus pediu maior união na classe, comprometendo-se em continuar a dar o seu contributo em prol da dança, sendo que irá ensinar no futuro kizomba, semba de raiz e algumas danças folclóricas angolanas.

O Prémio Nacional de Cultura e Artes é a mais importante distinção do Estado Angolano neste sector, tendo como principal objectivo incentivar a criação artística e cultural, bem como a investigação científica no domínio das ciências humanas e sociais.

comentários facebook