Welwitschea dos Santos “Tchizé na cimeira Africana da London London Business Schoo

0

A necessidade de se encontrar soluções que, efectivamente, contribuam para a criação e desenvolvimento de mercados criativos, gerem riquezas e ajudem a melhorar as condições de vida das populações, foi defendida no último sábado, em Londres, pela deputada à Assembleia Nacional Welwitschea dos Santos “Tchizé”.

A deputada angolana falou no painel sobre “Maximizando a Indústria Criativa Africana”, enquadrado na 16ª cimeira da London Business Scholl sobre África, onde apresentou o potencial da indústria criativa angolana e reforçou a necessidade de se encontrarem soluções.

Segundo a parlamentar, os africanos são, por natureza, muito criativos e precisam apenas de mais oportunidades.

“Não seremos melhores, enquanto o mundo for um palco de oportunidades dominado, em exclusivo, por um grupo pequeno de países. Os africanos são povos muito talentosos e criativos, com uma cultura riquíssima de ritmos, sabores, contrastes e emoções, que devem ser conhecidas e partilhadas por todos”, explicou.

Durante a sua intervenção, Tchizé dos Santos referiu que, em tão pouco tempo, Angola foi capaz de mostrar vários casos de sucesso que têm contagiado o mundo positivamente.

Entretanto, disse que “é necessário fazermos mais, é necessário continuarmos a investir, é necessário aproveitarmos melhor o potencial dos nossos criativos”.

Para si, a ficção nacional fez conquistas únicas, existindo top models a desfilarem e a fazerem campanhas por renomadas marcas, a música e as danças fazem sucesso pelo mundo.

“Há muito ainda por explorar e por dar a conhecer, mas já vimos que é possível, precisamos apenas de mais oportunidades, profissionalizar e apostar comercialmente em novos mercados”, defendeu.

O fórum é um dos mais renomados na abordagem e definição de perspectivas inovadoras e integradas, para a recomendação de políticas para o futuro de África, atendendo que reúne prestigiados delegados e oradores.