Yola Semedo vence 20º Top dos Mais Queridos

Yola Semedo vence 20º Top dos Mais Queridos

COMPARTILHE
A A A

Sala cheia, público vibrante, luzes multicolores e um misto de lágrimas e apupos marcaram nesse sábado a 20ª edição do Top dos Mais Queridos”

 

 

 

 

 

Ao cabo de 25 anos de carreira, iniciada com a banda Impactus 4, a cantora angolana Yola Semedo conquistou neste sábado, em

 Luanda, a edição 2010 do Top dos Mais Queridos, com o tema “Injusta”. A autora bateu na concorrência a artista Ary, com o tema “Vai Dar Bum”, e os Irmãos Almeida, com “Ficar com as Duas”, segundo o terceiro classificados do prémio, organizado pela Rádio Nacional de Angola.

 

A vencedora, que concorreu com um tema musicado por Matias Damasio, conquistou dos votantes da RNA um total de 191 mil e 709 votos (21, 90 porcento), contra 137 mil 394 (15, 69 porcento) da segunda e 104 mil 652 (11, 95 porcento) dos terceiros.

Yola Semedo teve direito a 20 mil dólares norte-americanos, enquanto Ary ficou com 15 e os Irmãos Almeida receberam cinco, ;A cantora angolana Yola Semedo considerou, na noite de sábado, em Luanda, que o Top dos Mais Queridos é um prémio que mais prestígio dá aos músicos angolanos, razão pela qual está feliz pelo público ter acreditado no seu trabalho. Yola Semedo, vencedora do Top dos Mais Queridos/2010, dá os parabéns à organização pela realização constante deste galardão. Em declarações à imprensa, artista refere que a canção “ Injusta”, com a qual ganhou o top, é uma grande obra de arte, agradecendo por isto o compositor Matias Damásio por a ter escrito. “Eu vivo da música. Eu sei que o meu pai sonhou ter este prémio em casa. Eu acredito no meu trabalho. Espero continuar a trabalhar.

 

Agradeço, assim, o compositor Matias Damásio, Nelo Paim, Presília, Impactus 4 e outros que trabalharam comigo no disco com o título Minha Alma “.

 

Durante os 25 anos de carreira, Yola Semedo disse que aprendeu que a humildade deve estar sempre presente no trabalho que se faz, pelo que incentiva os jovens músicos a pautar por este caminho. Sala cheia, público vibrante, luzes multicolores e um misto de lágrimas e apupos marcaram nesse sábado a 20ª edição do Top dos Mais Queridos, organizado pela Rádio Nacional de Angola (RNA).

 

O concurso pôs em disputa dez dos mais populares artistas do país, tendo coroado Yola Semedo, que celebrou a sua primeira conquista em meio de lágrimas, na véspera do show de 25 anos de carreira. O ponto negativo do espectáculo de consagração foi a reacção do público, que apupou veementes e quase em uníssono a segunda classificada Ary, depois de ouvir o anúncio do júri.

O “show”, iniciado com uma homenagem ao instrumento dikanza e seus tocadores, teve duração de quase duas horas, suportadas instrumentalmente pela Banda Movimento, da Rádio Nacional de Angola. A actuação dos candidatos começou em grande estilo, com a apresentação de Ary, no tema “Vai Dar Bum”, logo a seguir a uma pequena homenagem ao cantor Pedrito, o primeiro vencedor desse evento, em 1982. A também autora de “Como Te Sente Tu”, que se mostrara descrente na véspera do espectáculo, soltou a sua melódica voz, numa toada rítmica zouk, acompanhada com aplausos pelo público. O segundo intérprete da noite foi Konde, com a canção “Ouvi Falar”, a que se seguiram os Irmão Almeida, com “Ficar com as Duas”.

 

A dupla elevou o ânimo da plateia, que viu logo a seguir o quarto finalista, Proletário, ao som de “Kimbombeia”, o tema menos aplaudido da noite. O segundo bloco de concorrentes iniciou-se com Yola Semedo, a vencedora do Top, que conquistou os corações apaixonados com o tema “Injusta”, cantado por mais de metade da sala.

 

Estava criado o clima para a subida de Própria Lixa, uma das surpresas dessa edição do concurso, que deu a ver o seu rimado “Sabalo”, em ritmo kuduro, tocado ao vivo pela Banda Movimento. A artista destacou-se quer na interpretação, quer no acompanhamento da coreografia dos seus bailarinos, que procuravam, com toques ritmados, encantar uma plateia expectante, embora participativa. Foi nesse clima que subiram ao palco Walter e Nicol Ananás, para interpretarem outro tema de grande sucesso nas pistas de dança “Mboia”, vivamente aplaudido pelo entusiasta público. O oitavo concorrente era outro de quem muito se esperava, dada a popularidade e o perfil da letra da música em concurso. No seu jeito peculiar, Puto Português fez ecoar sala adentro a canção “ ‘Tá Male”, bastante aplaudida, antes de dar lugar Gizela Silva, com “Vou Xinguilar”, e o Cabo Snoop, com “Windeck”, um dos mais controversos temas do ano.

 

Coube ao kudurista encerrar em alta um espectáculo de consagração que começou em alta, com vozes enquadradas e fixas aos microfones, mas terminou em lágrimas de emoção. Cabo Snoop teve ainda tempo para demonstrar as suas qualidades de dançarino, apresentando um número ao som de Michael Jakson, que lhe valeu palmas sonantes, mesmo depois de deixar o palco. O espectáculo terminou com o esperado anúncio da vitória de Yola Semedo, depois de o público ter assistido a mais uma notável apresentação de Yuri da Cunha, o vencedor do Top em 2009. Yuri fez a passagem de testemunho ao som de “Kuma Kua Kie”, muito dançado e cantado pelos mais de 300 presentes no palco do show.

 

 

Por altura do anúncio dos vencedores, a sala ficou em expectativa total. O primeiro nome chamado (Irmãos Almeida) passou quase que desapercebido, sem grandes comentários. Depois foi a vez de Ary, bastantes contestada e apupada, antes do momento de explosão, com a chamada de Yola Semedo. “Agradeço a minha família, sobretudo ao meu pai, que não está (…) para testemunhar esse grande momento. Para mim é uma honra vencer o Top, um gramy à nossa realidade”. Foi com essas palavras que a artista se dirigiu aos presentes, mergulhada em lágrimas e abraços de felicitações, antes de voltar a cantar o tema que a consagrou, “Injusta”. ouça na platina musica Vencedora.

comentários facebook