Angolanos Fernanda Renée e Mateus Esteita entre os 100 negros mais influentes do Mundo

0
184

Angolanos Fernanda Renée e Mateus Esteita recebem reconhecimento internacional da MIPAD

Jovens angolanos recebem o Reconhecimento MIPAD da ONU e entram na lista de 100 pessoas mais influentes e respeitadas do mundo. O anúncio oficial foi feito neste Domingo 03.10.2021, em Nova Iorque, através de um comunicado da agremiação MIPAD, durante a Cerimônia de Entronização dos Laureados, isto é, após a abertura da 76 Assembleia Geral da ONU que decorre desde Setembro.

E a cerimônia contou com a presença do Ex Presidente Barack Obama, que foi homenageado com o Lifetime Achievement Award

A MIPAD é uma organização da sociedade civil junto das Nações Unidas com a sede em Nova Iorque que, em apoio à Década Internacional para Pessoas de Ascendência Africana, proclamada pela Resolução 68/237 da Assembleia Geral das Nações Unidas e a ser observada de 2015 à 2024, identifica os grandes realizadores de ascendência africana em setores públicos e privados de todo o mundo como uma rede progressiva de atores relevantes para se unirem no espírito de reconhecimento, justiça e desenvolvimento da África.


*Sinto lisonjeado em estar entre os 100 jovens mais influentes do mundo afrodescendentes pelo MIPAD e isso demonstra que temos feito um trabalho impactante nos últimos anos e que tem inspirado jovens a sonhar e a lutar pelos sonhos  Nasci na província do Uige e devido à guerra vim para Luanda para lutar pelos meus sonhos e hoje me vejo nesta lista, é motivo de muita alegria e satisfação.

Espero que muitos outros jovens angolanos que têm feito um trabalho incrível em prol dos outros jovens venham a ser reconhecido nesta plataforma que une muitas personalidades do mundo “

Mateus Esteita é um jovem escritor e mentor de vários projetos filantrópicos, ambientais e acadêmicos em Angola e na Rússia.

Ele é o autor do livro intitulado O BOLSEIRO – a vida de um sonhador lançado em 2018 e reeditado em 2019.

É formado na Rússia, em Engenharia de Tecnologia Química de Combustíveis, tendo terminado o mestrado com excelência em Segurança de Processos na Indústria Petrolífera pela Universidade de Ufa.

Foi eleito “Estudante Estrangeiro do Ano” pelo Ministério do Ensino Superior da Federação Russa em 2017 e é detentor de vários reconhecimentos não Russia.

Tem mais de 200 fotografias em spots publicitários em mais de 20 países do mundo.
Colabora com artigos de opinião para a Forbes Angola para o sector de downstream e se considera um eterno sonhador.

Fernanda Samuel é engenheira de produção de petróleos que trabalha em proteção ambiental, com o seu projeto Otchiva. A jovem tem se dedicado à proteção dos mangais.

Em 2015 ganhou o prémio internacional Odebrecht para o desenvolvimento sustentável. Na entrega do prémio, Fernanda conheceu a então ministra do Ambiente, Fátima Jardim, que a convidou a integrar o seu ministério.

Vale ressaltar a jovem também criou o AmbiReciclo, uma startup que promove a economia verde, a empresa já chegou a produzir 65 mil barras de sabão de forma voluntária, para serem distribuídos a famílias desfavorecidas.

Fernanda Renée Ulombe Samuel, foi convidada pelo Presidente João Lourenço a fazer parte do Conselho da República, se tornando assim no mais jovem membro do órgão presidencial.

Este ano, devido as restrições impostas pela Pandemia da Covid-19, a MIPAD realiza um programa especial que se enquadra na nova dinâmica da Assembleia Geral das Nações Unidas. A segunda parte de Entronização dos Laureados, isto é, a Cerimónia oficial de entrega de Certificados de Mérito e Troféus está agendada para o ano 2022 durante a próxima Assembleia Geral da ONU.
De lembrar que já foram reconhecidos pelo MIPAD figuras angolanas como o Ministro Adao de Almeida, Adjany Costa, João Kanda nas categorias de políticas e governança, Ivanilson Machado na categoria de empreendedorismo e negócio, Cecília Bernardo heróis do ambiente e o coach Marco Victor em humanitária e religião, nas edições de 2018, 2019 e 2020.
Na lista de 2021 dos 100 lmais influentes afrodescendentes no mundo, dos PALOP estão ainda destacados a ministra da justiça de Portugal, Francisca Van Dunem (Portugal/Angola), Mário Lopes (São Tome e Príncipe), Dino D’Santiago (Portugal e Cabo Verde ).

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments