Apesar da chuva Yanick Afroman realiza venda e sessão de autógrafos do álbum Terra á terra

0
167

O segundo álbum de originais  do   Disco “Terra a Terra” mobilizou   Largo da Independência em  um sábado  em que chuva marcou presença.

Durante a manhã deste sábado à Praça da Independência,  Centenas de fãs acorreram  em Luanda, para obter a obra discográfica “Terra a Terra”, do músico angolano Yannick Afroman.

Apesar de estar receoso com a recepção do projecto    , Yannick Afroman realçou a importância de sentir o carinho do público, que busca por um disco, num dia chuvoso, mesmo depois de cinco anos sem colocar uma obra no mercado.

O álbum comporta  19 faixas musicais que  tratam desde os problemas sociais como à perca dos valores morais, a pobreza, questões sobre o amor, a criminalidade,  entre outros, que têm abalado a sociedade.

Sem eleger uma faixa, o rapper disse que “todas as músicas foram feitas a pensar no consumidor e, por isso, acredita no sucesso pelas mesmas terem a qualidade artística, rítmica e melódica exigida”.  

Adiantou que para esta primeira sessão de venda e assinatura de autógrafos foram disponibilizadas 60 mil cópias da obra “Terra a Terra” e espera que todas sejam comercializadas.

Com 19 faixas, “Terra a Terra” conta com a participação dos músicos Celso Mambo, Tóto, Sichamolonengue, Sara Dem e Loromance.

O CD, gravado em Angola e masterizado em Portugal tráz, entre outros, títulos como “Querem assim”, Salta salta”, “Quem começou” “Lição de vida”, “Tudo mudou”, “Ainda existe amor”, “Não vamos ir”,  “De uma lado para o outro”, “Pim, pam, pum”, “Chupa dedo” e “Vou correr”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui