- Publicidade -

More

    Após desilusão amorosa Soraia Ramos diz estar completamente fechada para relações “Agora só música”

    em

    |

    Visualizações

    and

    comentarios

    Por: Hélio Cristóvão

    Se é daquelas pessoas que espera por uma oportunidade para namorar Soraia Ramos, lamentamos informar mas as chances são bem minúsculas. A cantora cabo-verdiana, que cada vez mais vem conquistando o público angolano com o seu talento e carisma, falou com exclusividade ao PLATINALINE sobre o seu estado de espírito para um novo amor, sua popularidade em Angola, sucesso da música “bu ka bali nada” e respondeu questões curiosas do repórter Hélio Cristóvão sobre a sua personalidade.

    ACOMPANHE A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA:

    PLATINALINE: Soraia Ramos, bem-vinda de volta a Angola pela segunda vez!

    SORAIA RAMOS: Muito obrigada! Eu tenho um carinho diferente pelo país, sou sempre muito bem recebida, mesmo distante recebo tanto amor de Angola que estava muito ansiosa para chegar aqui, muito mesmo.

    PLATINALINE: Como é que correu a viagem?

    SORAIA RAMOS: Correu bem, dormi a viagem toda para poder ter a energia máxima para actuar, então, acho que estou em forma.

    PL: Quando tornou pública a informação de que está solteira, muitos angolanos gostaram de saber, será que os angolanos têm chances? (rs)

    SR: Não. Agora estou completamente fechada para relações (rs) agora é fazer mais músicas porque o BKBN funcionou, então, acho que o caminho é por aí.

    PL: Actualmente não se fala de outra coisa, senão do “bu ka bali nada”.

    SR: A música está na boca do povo, está viral mas isso é bom, quer dizer que a música está boa.

    PL: Já sabemos qual é a história da música BKBN. Quando se está num relacionamento há sinais de que alguma coisa possa estar a correr mal. Houve sinais no seu anterior relacionamento?

    SR: Sim. Como sempre há sinais, sempre. Uma pessoa não descobre as coisas assim do nada, mas prontos, já deu!

    PL: Tem noção da popularidade que conquistou em Angola nos últimos anos?

    SR: Não tinha noção mas agora começo a ter. Acho até que tenho mais fãs em Angola do que em Cabo-verde, é incrível! A metade do meu Facebook é Angola, fico muito tocada de saber que a maioria dos meus fãs estão aqui e eu estou a trabalhar para eles, a fazer música para que eles continuem a seguir o meu trabalho e a gostar de mim.

    PL: Um facto muito curioso é que muita gente não saber se a Soraia é portuguesa, cabo-verdiana ou mesmo angolana.

    SR: Eu acho que acabo por ter uma costela de cada país. Sou cabo-verdiana mas também tenho uma parte angolana, basta entrar em mood de Angola que fico já angolana, sou tudo o que os meus fãs quiserem.

    PL: Quando foi que sentiu que está a ascender na música?

    SR: Foi desde a música “Bai”, senti que tinha um peso e responsabilidade quando percebi que a minha música chegava a um número grande de pessoas

    PL: Depois de uma relação quebrada, “desculpas” são suficientes?

    SR: Não, acho que não. Pode até pedir mas não é preciso, também se não pede na hora não vale a pena pedir mais.

    PL: Mas as pessoas se arrependem.

    SR: Sim, mas que pensasse antes.

    PL: É como aquele provérbio que diz: vaso partido já não volta sua forma original?

    SR: Exactamente, tal qual isso.

    PL: Tem projectos musicais em carteira?

    SR: Sim, o meu primeiro álbum vem este ano, está quase, não passa deste ano.

    PL: Em termos de sonoridades, o que vem daí?

    SR: O meu álbum vai ter um bocadinho de tudo. Músicas com sonoridades de Angola, Cabo-verde… África, queremos mesmo representar África da melhor forma.

    PL: Um país em que ainda não teve a oportunidade de lá estar e que viveria por lá tranquilamente e outro pai que por nada gostaria de viver?

    SR: Viveria no Brasil. Não viveria na China (rs)… não me entendo muito bem com as comidas de lá, então, não sei se me iria adaptar.

    PL: Acreditamos que é um potencial sucesso no Brasil.

    SR: Por acaso os meus fãs no Brasil também têm crescido bastante, desde que a Ludmilla fez um remix da minha música, comecei a ter mais fãs por lá e já temos um show agendado, se Deus quiser, então, estou muito contente por estar a crescer também no Brasil.

    PL: Quais são as suas referências no mundo da música?

    SR Sou muito fã da Beyonce, da Rihanna, Chris Brown… RnB é muito a minha cena, gosto de fazer um pouco de tudo. E depois, aqui nos PALOP, a Cesária Évora, gosto muito de ouvir a Pérola, Yuri da Cunha, Filho do Zua… há muito talento aqui em Angola e acabo por gostar um bocadinho de tudo.

    PL: Quais são as qualidades que mais aprecia num ser humano?

    SR: Carácter, sinceridade e lealdade.

    PL: Quais qualidades mais aprecia num Homem, para se relacionar?

    SR: Homem sincero, que me respeite e que trate bem de mim.

    PL: O que menos aprecia num Homem?

    SR: Homem mentiroso, detesto homem que mente com todos os dentes que tem na boca, detesto!

    PL: Soraia muito obrigado pela simpatia e pela gentileza!

    SR: Muito obrigada, um beijinho para todo, até a próxima!

    Share this
    Tags

    A Bombar

    Weza Mendes e Mirelson King Desmentem “Fake News” Sobre Suposto Relacionamento Amoroso

    Por: Vanilson Gourgel Por meio de um vídeo compartilhado nas redes sociais nesta quarta-feira (24), Weza Mendes e Mirelson King desmentiram rumores sobre um suposto...

    “Eu Sou o Reflexo da Minha Madrasta, na Forma de Ser e Estar Como Mulher”, Diz Vanda Pedro

    Por: Sara Rodrigues Na sociedade contemporânea, falar sobre a convivência entre madrastas e enteados muitas vezes é um tabu. Estereótipos e preconceitos persistem, frequentemente pintando...

    Órfã de Pai e Mãe, Maya Zuda Cai em Lágrimas: “Quando a Minha Mãe Morreu, Entrei em Coma”

    Por: Sara Rodrigues A perda de um progenitor é uma dor imensurável. Nesta quarta-feira, a cantora Maya Zuda abriu o coração e revelou a sua...

    - Publicidade -

    Artigos Recentes

    - Publicidade -

    Mais como isto