A cantora Bela Esanju e o artista plástico Pedro Hospital, residentes na província do Huambo, reclamam há cinco anos o pagamento dos prémios atribuídos em 2015 pelo ministério da Cultura.

Os dois fazedores de cultura foram homenageados em 2015 pelo ministério de tutela, como reconhecimento do seu contributo na divulgação e afirmação da cultura nacional.
Naquela atura, haviam sido agraciados, cada um deles, com um certificado de mérito e cheques no valor de 500 mil kwanzas.

Aflitos com a situação, os dois artistas lembraram, em declarações à ANGOP, que a homenagem aconteceu no dia 08 de Janeiro de 2015, por ocasião do acto central do Dia Nacional da Cultura, decorrido na cidade do Huambo.
Segundo o artista plástico Pedro Hospital, estes valores se

rviriam para comprar o material de trabalho, a fim de dar continuidade às actividades artísticas, sobretudo nesta fase de pandemia da Covid-19.

Já a cantora Bela Esanju mostrou-se esperançosa, apesar de reclamar pela demora do pagamento dos prémios.

Em resposta, o director do Gabinete local da Cultura, Turismo, Juventude e Desporto, Jeremias Piedade Chissanga, informou que depois de analisado ao nível local, o assunto foi encaminhado ao ministério de tutela, para ultrapassá-lo com maior brevidade possível.
Por este motivo, o responsável tranquilizou os visados, assegurando que em breve o assunto estará resolvido.