BAI bloqueia contas do Afribelg, Arosfran e Golfrate

0
310

O BAI, Banco Africano de Desenvolvimento, recomendou o bloqueio imediato de todas as contas de entidades relacionadas com três empresas que operam em Angola e que foram denunciadas pelas autoridades dos Estados Unidos da América como tendo ligações ao Hezzbollah, de acordo com fontes próximas desta instituição bancária. De acordo com a fonte do BAI, o banco não validará nenhuma transacção ou operação relacionada com as referidas empresas.

A 9 de Dezembro de 2010, o Departamento do Tesouro dos Estados Unidos, correspondente ao Ministério das Finanças, visando a rede financeira do Hezzbollah designou três companhias que operam em Angola. De acordo com a comunicação do Consulado da Embaixada dos Estados Unidos em Angola, essas três companhias “são controladas ou são propriedade de Kassim Tajideen, um importante contribuidor financeiro do Hezzbollah” o qual, ainda segundo o comunicado, “foi designado pelo Departamento do Tesouro, em Maio de 2009, como Terrorista Global  Especialmente Designado”.

O comunicado da secção consular da Embaixada dos Estados Unidos identifica as três empresas como sendo a AfriBelg Comércio e Indústria Lda, a Golfrate Holdings (Angola) Lda e o Grupo Arosfran.

O comunicado, dirigido aos cidadãos e interesses dos Estados Unidos da América em Angola, adverte que “em resultado destas designações todos as pessoas dos Estados Unidos da América estão proibidas de fazerem negócios com as companhias acima identificadas”. De acordo com o comunicado “pessoas dos EU” (US persons) é um termo legal que inclui cidadãos e residentes permanente nos Estados Unidos e companhias e associações dos Estados Unidos. O comunicado sublinha que “é também proibido obter bens ou serviços destas companhias através de uma terceira parte”. O comunicado con

sular esclarece que isto significa que uma “pessoa dos Estados Unidos” não pode solicitar a um colega, empregado ou amigo não americano que adquira bens e serviços destas companhias em seu nome.

ACTIVIDADES DO HEZZBOLLAH

Esta organização desenvolve uma série de actividades em cinco áreas: ajuda a familiares de mártires; saúde; educação religiosa xiita; reconstrução e agricultura.

O Hizzbollah conta com cinco hospitais, 43 clínicas e duas escolas de enfermagem. Segundo a ONU, ao menos 220 mil pessoas em 130 cidades libanesas tratam-se nesses locais. O Hizzbollah possui 12 escolas com sete mil alunos e setecentos professores e centros culturais franceses auxiliam no aperfeiçoamento do corpo docente.

Na reconstrução, existe uma instituição exclusiva para reparar danos causados por ataques israelitas, enquanto que na agricultura engenheiros agrónomos formados em Beirute, na Síria, no Irão e na Alemanha, desenvolvem projectos agrícolas para garantir a base da economia de subsistência do sul do Líbano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui